Embriagado de Amor (2002)

poster

novo comentário

Para submeter um comentário faça login ou registe-se

comentários RSS

3.0/5Valverde Valverde 12 de Dezembro de 2010 às 23:23

É, talvez, o trabalho mais incompreendido da obra de P.T. Anderson, mas também provavelmente o seu trabalho mais intimista. Existe quase um rolar de private jokes, como se o realizador estivesse a falar com aquelas coitadas almas gémeas, que já conhece á anos e por vezes deixasse-nos de fora. Porém, o filme tem um certo interesse que é creditado pela imprevisibilidade que assume e, (in)felizmente por ter o autor que têm.

jorgecouto jorgecouto 26 de Julho de 2010 às 05:39

Alguém me explica onde é que este filme nos quer levar? É que eu ou sou muito burro e não percebi, ou o filme não tem mesmo fundamento nenhum... deve ser mais a segunda!

3.0/5Frankie Freaky Frankie Freaky 24 de Junho de 2010 às 14:22

Um filme surreal e idiossincrático, extremamente visual, coroado com interlúdios de cor e contraste, imprevisível no seu humor e completamente à parte das típicas comédias românticas.

É daquelas películas que ou se ama, ou se odeia, atrevendo-me a considerá-lo um produto para gostos mais refinados, pela sua peculiaridade.

Quem espera encontrar o humor comum de Adam Sandler, desengane-se. Aqueles que procuram uma história de amor de fazer chorar as pedras da calçada, não percam tempo. Este é um filme estranho, acutilante, realista e, sobretudo, existencialista.

Uma visão abrasiva, frustrante e hostil do amor e das relações, que embriaga o espectador com os seus confrontos extremistas entre caos e harmonia, amor e raiva.

Um achado bizarro, para apreciadores.

*88º comentário cinematográfico*

1.0/5Liliana Liliana 1 de Julho de 2008 às 18:56

Tenho a dizer q este foi o unico filme até hoje q não consegui ver até ao fim, sai da sala de cinema a meio (coisa q nunca faço!), não tive a tolerancia suficiente para ver o filme todo e talvez por isso não o devesse criticar... mas vou criticar até onde consegui ver: a banda sonora é pessima, mas mesmo intragável eu diria até psicótica...
Sinceramente não gosto nada deste genero de filmes "pseudo-interessantes" . Não consigo perceber como este filme está tipificado como "comédia"! Não achei piada nenhuma. Só mais um comentário: eu nunca achei q o Adam Sandler fosse grande actor, mas neste filme ele superou-se completamente.. no mau sentido claro!

karolina karolina 5 de Fevereiro de 2008 às 10:30

ainda n vi...
mas parece ser fixi!!xD

Kz*

2.0/5xatafakap xatafakap 21 de Novembro de 2007 às 02:17

Não gostei e não merece uma segunda oportunidade!

elcost
elcost 5 de Outubro de 2005

comeco por dizer que sou grande fa de Thomas Anderson desde o dia um q vi Magnolia e mais tarde BOOGIE NIGHTS, mas sinceramente nao esperava muito deste filme (nao ser porque) e vinha adiando ja a algum tempo o seuvisionamente . Digo vos que tive uma das mais agradaveis surpresas dos ultimos tempos. Este Sr. surpreende me sempre e neste filme nao falhou pois a componentes como fotografia, cenarios , musica apropiam se da melhor maneira ao estado ( q nao sei bem defenir) do personagem principal e sera com este promenores q se pode distingir este realizador de muitos outros / o roteiro é extraordinadia. Este Sr., * Paul Thomas Anderson,esta a trasformar o cinema e ainda tem muito para dar...estou ancioso por novos trabalho.

EWILAN
EWILAN 2 de Abril de 2005

Uma grande surpresa. Um grande filme e duas grandes interpretações.4,5*

joão lourenço
joão lourenço 23 de Dezembro de 2003

Eu vi este filme 2 ou 3 X , na minah opiniao ta mt bom, nota-s mt o strss dete jovem , e isso inerva um bocado... mas aparte k eu gostei mais foi sem duvida quando ele e a futura namorada batem com o carro e ele se passa com o gang , foi sem duvida essa a melhor parte..