(2002)

poster

a crítica

What seemed like a clever idea the first time feels like a retread the second (...) What we get in ANALYZE THAT are several talented actors delivering their familiar screen personas in the service of an idiotic plot.”
Roger Ebert, Sun-Times
Os amigos mais próximos do realizador Harold Ramis deviam ter ido à polícia, porque alguém lhe roubou o argumento de OUTRA QUESTÃO DE NERVOS e o pobre homem não deu por isso. Provavelmente, anda distraído - o resultado é um amontoado de cenas arfantes, que só com muita boa vontade a gente pode chamar «filme».”
João Miguel Tavares, Diário de Notícias