É Agora ou Nunca (2002)

The Good Girl

poster

Sinopse

Justine (Jennifer Aniston) já não é uma míuda - cresceu, casou e anseia por constituir família. Justine não duvida do amor do marido, mas continua sem conseguir engravidar e suspeita que isso esteja relacionado com os charros que ele fuma. Um dia, no trabalho, descobre num jovem criativo e apaixonado a sua alma gémea...mas o caso transforma-se numa doentia obsessão.



Visitantes
Visitantes
3.2 (24 votos)
O meu voto
Login / Registo

Detalhes

Ano: 2002
Estreia nacional: 26 de Dezembro de 2003
Estreia mundial: 07 de Agosto de 2002

País: EUA, Alemanha, Holanda
Género: Comédia

Realização:
Miguel Arteta

Intérpretes:
Jennifer Aniston, Jake Gyllenhaal, John C. Reilly

Links:
www.foxsearchlight.com/thegoodgirl (site oficial)
a772.g.akamai.net/5/772/51/2fc49626c7eb62/1a1a1aaa2198c62... (trailers)

A crítica

(...) um filme peculiar, cumprindo a promessa de juntar alguma diferença a essa qualidade, tantas vezes equívoca, da «independência» (...) É AGORA OU NUNCA é um filme bastante sedutor, bastante... mais ››
Luís Miguel Oliveira, Público
Talvez um dos melhores filmes independentes do ano (...) Jennifer Aniston tem uma interpretação notável na figura da «good girl»”
Manuel Cintra Ferreira, Expresso

Blogs

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.0/5..::Cátia Cruz::.. ..::Cátia Cruz::.. 22 de Fevereiro de 2013 às 16:38

Um olhar astuto e sóbrio sobre as vicissitudes da vida de duas almas perdidas.

Miguel Arteta fez com que Jennifer Aniston andasse com pesos nos tornozelos durante semanas para que parecesse realmente cansada, arrastada e "cinzenta", como a sua personagem exigia.

:)

5.0/5Maria Inês Maria Inês 12 de Julho de 2012 às 17:53

Tenho este filme na minha lista de favoritos e considero-o muito bem conseguido. Não se guiem pelo trailer ou pelas descrições disponíveis na Internet: definem o filme como "uma comédia", como um romance semelhante a qualquer outro de Hollywood. O elenco é desse meio, mas a sua performance e o conteúdo do filme em nada remetem para o que já é esperado do cinema "comercial". É provavelmente a personagem mais complexa que Jennifer Aniston representou ou irá alguma vez representar...e não consigo deixar de sentir que este é um filme que nos transmite um universo claustrofóbico que poderiamos encontrar numa das terriolas cá de Portugal ou numa loja escondida das centenas que existem, nos mini mercados ou nas estações de serviço...neste filme não há vedetas, grandes roupas e maquilhagens, desentendimentos leves. Se esquecerem a parte da comédia (porque se esta existir, é muito negra), é um filme a ver, um dos argumentos mais inteligentes com que já me cruzei.

5.0/5Diana Diana 1 de Julho de 2010 às 02:24

Este é daqueles filmes que eu vejo e revejo está na minha lista de filmes predilectos, ele diz-nos que o cinema independete está de boa saude e recomenda-se.

5*