Frida (2002)

poster

Sinopse

Desde a sua relação duradoura e complexa com o seu mentor e marido Diego Rivera, ao seu controverso e ilícito caso com Leon Trotsky, às suas confusões românticas com mulheres, Frida Kahlo viveu uma vida dourada como política, artísta e revolucionária sexual. Frida é a crónica da vida desta mulher que juntamente com Diego Rivera tomou de assalto o mundo da arte.



Visitantes
Visitantes
3.6 (104 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
3.0

Detalhes

Ano: 2002
Estreia nacional: 04 de Abril de 2003
Estreia mundial: 25 de Outubro de 2002

País: EUA, Canadá
Género: Drama
Duração: 123 min.
Classificação: M/12

Realização:
Julie Taymor

Intérpretes:
Salma Hayek, Alfred Molina, Geoffrey Rush, Ashley Judd, Antonio Banderas, Edward Norton, Mía Maestro

Links:
www.miramax.com/frida (site oficial)
a772.g.akamai.net/5/772/51/6873900aa0304d/1a1a1aaa2198c62... (trailers)
www.imdb.com/title/tt0120679

A crítica

Ora, ponto de vista, no filme de Julie Taymor, nem vê-lo. Frida é uma combinação das duas coisas que Hayek queria evitar, um melodrama conjugal entre dois artistas de feitios irreconciliáveis e... mais ››
Eurico de Barros, Diário de Notícias
Um grande filme? Definitivamente não (...) Entre uma biografia que erguesse uma grande figura trágica e uma pintura mimética de costumes e de motivos, o filme optou sempre pela segunda: nessa escolha... mais ››
Mário Jorge Torres, Público

Blogs

4.0/5Frida
Frida é um biopic caloroso da artista, bem composta por Hayek e uma visão à sua assombrosa figura, apesar da realizadora se concentrar mais com a sua relação amorosa com Diego Rivera e as suas escolhas sexuais. Mas entre um genial quadro vivo e uma esquemática biografia, Frida é um das obras mais importantes do ano 2002. A ver.”
Cinematograficamente falando, 25/Jul/2007
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

5.0/5Diana Garcia Pereira Diana Garcia Pereira 13 de Agosto de 2011 às 01:15

Não vejo este filme como uma realização cinematográfica, mas sim pela grande artista que é! Como consegue que a sua vida nos maus e bons momentos sejam repletos de arte sem qualquer tipo de luxurias. Perfeito

4.0/5Mariana Mariana 13 de Junho de 2010 às 06:01

Gostei. E tal como o xatafakap disse, "desde que a Salma Hayek apareça..." :)

3.0/5André Filipe Moreira Santos André Filipe Moreira Santos 3 de Maio de 2009 às 03:33

Não desgostei...para quem não conhece Frida (que foi o meu caso) é um bom primeiro passo para conhecer a sua pintura. Gostei especialmente da transposição dos quadros para o filme, está muito bem feito.
É um filme mediano com uma fotografia muito boa. 3*