Bowling for Columbine (2002)

poster

Sinopse

Porque é que morrem 11.000 pessoas por ano na América vítimas de armas? As pessoas que gritam para as câmaras de TV culpam tudo, desde Satã ao jogos de video. Mas, serão os EUA assim tão diferentes dos outros países? O que é que os separa? Como é que eles se transformaram no mestre e na vítima de uma quantidade monstruosa de violência? Este não é um filme sobre o controlo de armas. É um filme sobre o coração e a alma amedontrada dos EUA e sobre os 280 biliões de Americanos que têm a sorte de ter o direito a uma Uzi protegida constitucionalmente.



Visitantes
Visitantes
3.5 (87 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
3.5

Detalhes

Ano: 2002
Estreia nacional: 04 de Abril de 2003
Estreia mundial: 09 de Setembro de 2002

País: EUA, Canadá, Alemanha
Género: Documentário, Comédia

Realização:
Michael Moore

Intérpretes:
Michael Moore, George W. Bush, Charlton Heston

Links:
www.bowlingforcolumbine.com (site oficial)
a772.g.akamai.net/5/772/51/06328eb3a924c9/1a1a1aaa2198c62... (trailers)

A crítica

ver todas
(...) a documentary that is both hilarious and sorrowful (...) Moore's thoughtfulness doesn't inhibit the sensational set-pieces he devises to illustrate his concern.”
Roger Ebert, Sun-Times
Um filme divertido, empenhado, polémico, corajoso e original (...) Não é necessário ter as convicções políticas do realizador nem acreditar nas suas teses para apreciar Bowling for Columbine, e isso... mais ››
João Miguel Tavares, Diário de Notícias

Blogs

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

5.0/5Valverde Valverde 22 de Fevereiro de 2010 às 01:27

É quase num acto anti-americanismo que Michael Moore nos exibe este documentário. Ainda assim, a forma nua e crua com que ele nos mostra a nação mais importante do mundo, como um bando de idiotas dados a tradicionalismos estupidos, faz com que da nossa parte, estejamos muito satisfeitos por viver-mos num país onde ainda se resolve os problemas á "pêra" e não á pistolada.

André Filipe Moreira Santos André Filipe Moreira Santos 21 de Abril de 2009 às 03:42

Grande documentário. Achei ridículo várias pessoas culparem Marylin Manson pelo atentado de Columbine, tipo qualquer dia pode dar-me na cabeça, sair às ruas e matar pessoas só por ouvir música dele...
Charlton Heston numa atitude condenável quando Moore lhe mostra aquela foto...

4.0/5ff ff 11 de Outubro de 2008 às 09:51

grande documentario, dos melhores que ja vi. Retrata com toda a ironia e frieza a violencia nos eua, em que alguma partes, de tao ridiculo, da vontade de rir.
Muitissimo bem construido