A Cidade do Passado (2002)

poster

a crítica

Esta ausência de estilo próprio e de olhar pessoal sobre os argumentos que trabalha nos seus filmes constitui a primeira imagem de marca (ou de não-marca) deste confuso e desequilibrado «thriller» familiar: A CIDADE DO PASSADO vive sobretudo do carisma das estrelas (...) A rotina abunda e falta cinema.”
Mário Jorge Torres, Público