Intacto (2001)

poster

Sinopse

As vidas de quatro pessoas parecem estar misteriosamente ligadas pelo destino, que aparentemente as protege com a sorte. Tomas é o único sobrevivente de um acidente de avião, Federico de um terramoto. Sam conseguiu resistir à Segunda Guerra Mundial e Sara sobreviveu ao acidente de viação que matou a sua família.



Visitantes
Visitantes
3.5 (28 votos)
O meu voto
Login / Registo

Detalhes

Ano: 2001
Estreia nacional: 06 de Junho de 2003
Estreia mundial: 06 de Novembro de 2001

País: Espanha
Género: Thriller, Ficção Científica

Realização:
Juan Carlos Fresnadillo

Intérpretes:
Leonardo Sbaraglia, Eusebio Poncela, Monica Lopez, Max von Sydow

Outros títulos:
Intact

Links:
www.intactothemovie.com (site oficial)

Blogs

3.5/5Intacto
Produção espanhola que tem como grande aptidão o seu argumento que quase bebe da mesma água dos filmes de suspense de M. Night Shyamalan ou de David Fincher, conseguido por vezes e com êxito, mimetizar tais ambientes. Fresnadillo aborda o tema da sorte / azar de uma forma próxima da hiperfísica, todavia sempre credível para os olhos dos espectadores, enquanto isso tem a seu dispor um elenco profissional e competente (destaque para Eusebio Poncela e o actor convidado Max Von Sydow) que conduz uma intriga sedutora, mas por vezes prejudicada pelo excesso de ambição que não consegue vingar no total face a este exercício, que sublinho interessante.”
Cinematograficamente falando, 12/Mai/2012
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

5.0/5kimERA kimERA 8 de Fevereiro de 2008 às 02:20

Fascinante este filme. Devia-se dar mais atenção a filmes destes que muitas vezes passas despercebidos.

Luiz Felipe
Luiz Felipe 18 de Janeiro de 2006

Muito massa esse filme....

Apavora.... eh um dos melhores filmes q eu jah assisti!!!

Aluguem....

Ou sei lah Baixem!!! mt massa

Filipe Nunes
Filipe Nunes 14 de Outubro de 2004

Gostei bastante. Não sabendo que outros filmes concorreram no Fantas, até acho que este deve ter merecido ganhar. Fui deveras surpreendido por esta "pelicula" do país vizinho, provando que o cinema espanhol não vive só de Pedro Almodóvar