(2002)

poster

a crítica

A realização é sofisticada e imaginativa (...) Mas o filme é, também, Nick Nolte, que tem aqui um dos seus melhores papéis, constrastando a violência com a elegância.”
Manuel Cintra Ferreira, Expresso
O «plot» já não é novo, a estratégia de Jordan também não (...) Lá para o fim as coisas derrapam, os polícias são demasiado polícias, os ladrões demasiado ladrões...Mas Nolte leva a melhor e cobre a aposta. Com elegância.”
Francisco Ferreira, Expresso