(2003)

poster

a crítica

(...) percebe-se que há pelo menos um grão de génio a riscar a película (...) LOST IN TRANSLATION é um filme de pequenos gestos (...) Para quem acredita que o boy meets girl ainda é a melhor história do mundo.”
João Miguel Tavares, Premiere
(...) brilhantemente, dá formato de comédia romântica e melancólica, atacada de soluços burlescos, ao fenómeno da deslocação cultural (...) Personagens e actores combinam como o pão e a manteiga, e o final de LOST IN TRANSLATION não trai o que se passou até aí entre ambos, nem cancela o imenso prazer que o filme deu ao espectador”
Eurico de Barros, Diário de Notícias