Coisas Secretas (2002)

Choses Secrètes

poster

Sinopse

Nathalie e Sandrine são despedidas de um club de strip. Sandrine não pode pagar a renda, por isso Nathalie convida-a a viver com ela. Tornam-se amantes e decidem conquistar as suas vidas profissionais, numa empresa tradicional, através do poder da sedução.



Visitantes
Visitantes
3.6 (7 votos)
O meu voto
Login / Registo

Detalhes

Ano: 2002
Estreia nacional: 15 de Janeiro de 2004
Estreia mundial: 16 de Outubro de 2002

País: França
Género: Drama

Realização:
Jean-Claude Brisseau

Intérpretes:
Coralie Revel, Sabrina Seyvecou, Roger Mirmont

Outros títulos:
Secret Things

Links:
www.atalantafilmes.pt/2004/coisassecretas (site oficial)
www.ajanela.com/atalanta/proximasestreias/trailers/coisas... (trailers)
www.imdb.com/title/tt0287963

A crítica

Um filme magnético (...) O filme francês por excelência, eivado de inteligência.”
António Cabrita, Expresso
Que se possa receber de espírito livre este espectáculo sobre o destino humano, capaz de ritualizar no mesmo nível o vício e a virtude, o horror e o júbilo, e uma cristalização do Mal sobre a Terra... mais ››
Francisco Ferreira, Expresso

Blogs

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

4.5/5loladas loladas 21 de Agosto de 2009 às 03:26

não considero uma obra de arte mas ate acho que não é um mau filme, é diferente mostra bem aquilo que as mulheres podem fazer para atingir os seus fins lol desculpem não resisti, tinha de dizer isto 6/10

Carlos Varandas
Carlos Varandas 20 de Fevereiro de 2006

Se tivesse um pouco mais de ousadia podia ser um bom filme pornográfico, assim não passa de um medíocre filme dramático.

Jaime Rodrigues
Jaime Rodrigues 8 de Janeiro de 2004

Este comentário não é meu, pois ainda não vi o filme, mas de LOUIS GUICHARD, TÉLÉRAMA 19/10/2002
« A mistura incongruente de filme empresarial falsamente ingénuo e de porno soft, com uma pitada de Ligações Perigosas2002, tem uma expressividade, um humor surpreendentes.(...) O filme é fascinante pelas suas múltiplas mudanças de perspectiva e pelas questôes que elas levantam quanto à forma como conduzimos as nossas próprias vidas. Estariam Nathalie e Sandrina conscientes dos seus fins e dos meios para os alcançar? Qual delas se serviu da outra, qual delas ficou a perder? O epílogo de Choses Secrètes, volvidos alguns anos, é perturbador, pois sugere que as heroínas afinal eram bastante inocentes quando acreditavam ser perversas e partiam, nuas por baixo das gabardines, à conquista de Paris.»