Touching the Void - Uma História de Sobrevivência (2003)

Touching the Void

poster

Sinopse

Em 1985, os alpinistas britânicos Joe Simpson e Simon Yates tentam escalar a Siula Grande, a única montanha dos Andes do Peru por conquistar. Ao terceiro dia atingem o topo, mas a descida demonstra-se bem mais complicada, e Joe acaba por partir uma perna. Sobreviverão à experiência?



Visitantes
Visitantes
3.7 (26 votos)
O meu voto
Login / Registo

Detalhes

Ano: 2003
Estreia nacional: 20 de Maio de 2004
Estreia mundial: 12 de Dezembro de 2003

País: Reino Unido
Género: Documentário

Realização:
Kevin Macdonald

Intérpretes:
Nicholas Aaron, Brendan Mackey, Richard Hawking

Links:
www.pathefilms.co.uk/touching_the_void (site oficial)
a772.g.akamai.net/5/772/51/ac4238b81846fe/1a1a1aaa2198c62... (trailers)
www.imdb.com/title/tt0379557

A crítica

Uma das mais empolgantes, supreendentes e invulgares propostas cinematográficas do ano (...) TOUCHING THE VOID é daqueles filmes com algo para agradar a todos, desde a tensão para os amantes de... mais ››
Luís Salvado, Premiere
(...) é, talvez, o melhor filme até hoje feito num género que já teve a sua época de ouro nos anos 20 e 30 (...) A esta perfeição de recriação do «real» junta-se a história altamente dramática, que é... mais ››
Manuel Cintra Ferreira, Expresso

Blogs

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.0/5Filipe Nunes Filipe Nunes 17 de Janeiro de 2010 às 00:08

Enquanto filme, não é nada de especial. Enquanto história é muito bom.

3/5

4.0/5Valverde Valverde 13 de Janeiro de 2009 às 01:05

Filme que eleva a força, a coragem, a bravura, a frieza e sobretudo a esperança do ser humano, é impossivel colocarmo-nos a criticar os aspectos tecnicos do filme, quando a imensidão da tensão da vida humana é nos demonstrada de forma tão empolgante. Touching the Void é um dos mais incriveis e belos objectos feitos.

4.0/5MantorrasBranko MantorrasBranko 13 de Outubro de 2008 às 00:55

Grade filme. Mantém o espectador na expectativa ao longo do seu desenrolar, as ideias das sensações são reforçadas pelos comentários dos sobreviventes, tem uma apreciável fotografia, é um bom exemplo de perseverança e faz reflectir sobre o dom da vida.