Rei Artur (2004)

poster

a crítica

Enfim, os nomes, a história e o espírito cavalheiresco são o que menos importa nesta duvidosa «salada história» em nome do espectáculo, uma grande produção que mais não consegue do que ser cópia frouxa de filmes como O GLADIADOR ou o recente TRÓIA.”
Francisco Ferreira, Expresso