(2004)

poster

a crítica

Marc Forster encontrou um refinamento dramático de todo o tamanho e confirma-se como cineasta excelente gestor de gestos de emoção humana.”
Rui Pedro Tendinha, Premiere
À PROCURA DA TERRA DO NUNCA, sem dúvida a mais bela surpresa deste final de ano cinematográfico, acaba por ser, justamente, um magnífico exemplo de uma atitude criativa que vive de muitas sínteses temáticas e formais.”
João Lopes, Diário de Notícias