(2004)

Birth

poster

Sinopse

Dez anos depois da súbita morte do marido, Anna (Kidman) parece finalmente disposta a acabar o luto e começar uma nova etapa da sua vida. Aceita casar com Joseph (Huston), um homem que pacientemente a galanteou nos últimos anos. Mas subitamente começa a receber cartas que parecem escritas pelo falecido marido... e um jovem rapaz afirma ser a sua reencarnação.



Visitantes
Visitantes
3.0 (88 votos)
O meu voto
Login / Registo

Detalhes

Ano: 2004
Estreia nacional: 24 de Março de 2005
Estreia mundial: 29 de Outubro de 2004

País: EUA
Género: Drama

Realização:
Jonathan Glazer

Intérpretes:
Nicole Kidman, Cameron Bright, Danny Huston, Lauren Bacall, Anne Heche

Links:
www.birthmovie.com (site oficial)
www.birthmovie.com (trailers)
www.imdb.com/title/tt0337876

A crítica

Apesar do trabalho notável de Glazer e da fotografia espantosa de Harris Savides, custa-me a aceitar facilmente um filme que não tomou os cuidados narrativos devidos para amputar o amor da sua... mais ››
Tiago Pimentel, Premiere
(...) um filme fora do comum (...) não podemos deixar de afirmar que este é um drama com dificuldade em suportar o peso da sua própria contemplação.”
Francisco Ferreira, Expresso

Blogs

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

4.5/5Bruno Ricardo Moreira da Costa Bruno Ricardo Moreira da Costa 21 de Novembro de 2013 às 07:48

"Birth - O Mistério" relata a vida de Anna, uma viúva que o seu marido morreu e vive juntamente com o seu filho. Este filme de Jonathan Glazer foi um sucesso.

Com a vencedora do Óscar da Academia Nicole Kidman (As Horas).

3.5/5Diogo Pinheiro Diogo Pinheiro 13 de Agosto de 2011 às 14:22

Achei interessante a temática do filme, e só por isso prendeu a minha atenção. A meu ver este filme fica completamente em aberto, pois não nos deixa uma resposta concreta acerca do rapaz e de quem ele realmente é, e isso é ao mesmo tempo a sua maior virtude e o seu maior defeito. Vale a pena ver e pensar sobre aquilo, de preferência sem ideias feitas.

2.5/5Frankie Freaky Frankie Freaky 21 de Janeiro de 2011 às 14:27

Uma produção extremamente bem montada, tanto a nível musical como imagético, mas que é prejudicada por um enredo confuso, absurdo e de gosto duvidoso.

Ressalvo a interpretação de Kidman, que é, ao mesmo tempo, subtil e surpreendentemente emocional.

Recomendado a quem aprecie a composição em detrimento do conteúdo.

*155º comentário cinematográfico*