Ray (2004)

poster

a crítica

Taylor Hackford reduz-se ao essencial e obtém um filme tradicional e orgulhoso, sem espalhafato técnico ou patologia de bolso (...) o que se vê e ouve em Ray não é a canção do ceguinho mas cinema para gente grande.”
Miguel Somsen, Premiere
É um «biopic» de Ray Charles feito com considerável competência, ao nível do argumento, da energia dramática e da percisão factual.”
Jorge Leitão Ramos, Expresso