(2005)

poster

a crítica

O principal problema consiste no facto de não conseguir em momento nenhum criar medo no espectador (...) o filme arrasta-se por representações visuais de alucinações e pesadelos sem grande suporte argumental”
Mário Jorge Torres, Público
(...) o desenvolvimento da história explora mal a ambiguidade entre realidade e alucinação e QUEM TEM MEDO DO PAPÃO? acaba por se confundir com um dos muitos filmes de terror de série B, com mais pretensões e menos simplicidade.”
Manuel Cintra Ferreira, Expresso