(2005)

poster

a crítica

Tirando os pecadilhos da lógica, o filme funciona de modo muito satisfatório resultando um thriller empolgante pleno de acção”
Rui Brazuna, Premiere
Se este replicante é defeituoso, não o é pelo seu elenco estrelado, antes por ceder no que o filme de Carpenter não cedia: violência disparada à queima-roupa; aliança entre a acção e o inexplicável; abstracção da «mise-en-scéne»; eliminação dramática total das personagens.”
Francisco Ferreira, Expresso