Salto Mortal (2004)

Somersault

poster

Sinopse

Heidi, de 16 anos, cresceu com a mãe e aprendeu a usar o sexo como arma de sobrevivência. Depois de um confronto com a mãe, decide mudar-se para Jindabyne, onde arranja emprego numa bomba de gasolina. Arranja uma amiga e apaixona-se por um agricultor rico, mas o seu passado continua a persegui-la...



Visitantes
Visitantes
3.2 (13 votos)
O meu voto
Login / Registo

Detalhes

Ano: 2004
Estreia nacional: 16 de Junho de 2005
Estreia mundial: 16 de Setembro de 2004

País: Austrália
Género: Drama

Realização:
Cate Shortland

Intérpretes:
Abbie Cornish, Sam Worthington, Lynette Curran

Links:
www.somersault-film.de (site oficial)
www.contactmusic.com/new/home.nsf/webpages/somersaultx10x... (trailers)
www.imdb.com/title/tt0381429

A crítica

Nos primeiros vinte minutos, a realizadora parece ter uma boa ideia de cinema a defender (...) Mas eis que se descobre que a câmara está completamente obcecada por Heidi (...) telefilme igual a... mais ››
Francisco Ferreira, Expresso
A realização é convencional, apoiando-se quase exclusivamente na qualidade dos intérpretes, e a realizadora raramente ultrapassa o cliché da adolescente desamparada.”
Manuel Cintra Ferreira, Expresso

Blogs

Salto Mortal
(...) uma história de desnorte, sufocante no modo como machuca uma flor errante na vastidão das suas paisagens de vazio, um drama de grande clareza sobre as partes menos iluminadas do espírito humano”
axasteoque.blogspot.com, 13/Nov/2008
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

Rui Filipe
Rui Filipe 8 de Julho de 2005

Somersault criou em mim uma enorme espectativa aquando das primeiras visualisações dos trailers... no entanto ficou bastante áquem das espectativas, a história é interessantes os personagens têm uma carga pesada, que não foi explorada pela realizadora de uma forma inteligente, digo, dando mais profundidade a essa carga tendo se perdido (quanto a mim) nos comportamentos recorrentes de Heidi que nada acrescentam á acçao, se se tivesse explorado mais as relações entre os 2 "protagonistas" este corria o serio risco de se tornar num filme a roçar o estatuto de "culto"... assim ... nao deixa mesmo assim de ser um filme cru, com alguma intensidade e de certa forma perturbante, onde se mostra como o "desnorte" do ser o humano o pode tornar tao friamente fragil...