(1950)

poster

novo comentário

Para submeter um comentário faça login ou registe-se

comentários RSS

5.0/5Valverde Valverde 25 de Março de 2009 às 16:41

O quadro completo dos exageros de Hollywood, a sombria história noir que marcou a decade de 50, e ainda hoje é o expoente máximo do genero, um objecto de inspiração para os seus, uma luxuria de extravagância. Que se aplauda de pé, Billy Wilder e o seu elenco.

5.0/5Filipe Ferraz Coutinho Filipe Ferraz Coutinho 19 de Fevereiro de 2008 às 21:50

Esta história bizarra tornou-se numa obra-prima da sétima arte, muito em parte, devido à sua massiva crítica à vida na capital do cinema. A constante necessidade de atenções, câmaras, fãs, amor e futilidade deixam patentes um estilo de vida que continua actual, e que já em 1950 era extremamente polémico. A exacerbação da loucura criada por este mundo postiço, falso e decadente é latente numa personalidade difusa, confusa e extremamente instável. Aliás, desde "Fight Club", que não visualizava uma crítica tão ostensiva a um estilo de vida. Neste era uma crítica às sociedades capitalistas, materialistas e egoístas, enquanto "Sunset Boulevard", embora enverede por toda essa extensão, vocaciona-se para a boémia vida das ditas estrelas da arte que apaixona o mundo.