(2005)

poster

a crítica

Singleton consegue evitar alguns clichês do habitual «filme de vingança» explorando as idiossincrasias dos quatro singulares personagens, onde se destaca Mark Wahlberg numa truculenta composição. Mas o resto é a rotina”
Manuel Cintra Ferreira, Expresso