Alice (2005)

poster

Sinopse

Passaram 193 dias desde que Alice foi vista pela última vez. Todos os dias Mário, o seu pai, sai de casa e repete o mesmo percurso que fez no dia em que Alice desapareceu. A obsessão de a encontrar leva-o a instalar uma série de câmaras de vídeo que registam o movimento das ruas. No meio de todos aqueles rostos, daquela multidão anónima, Mário procura uma pista, uma ajuda, um sinal... A dor brutal causada pela ausência de Alice transformou-o numa pessoa diferente mas essa procura obstinada e trágica, é talvez a única forma que ele tem para continuar a acreditar que um dia Alice vai aparecer.



Visitantes
Visitantes
3.8 (92 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
4.0
Anuncie aqui, desde 75€/mês

Detalhes

Ano: 2005
Estreia nacional: 06 de Outubro de 2005

País: Portugal
Género: Drama

Realização:
Marco Martins

Intérpretes:
Nuno Lopes, Beatriz Batarda, Miguel Guilherme

Links:
www.madragoafilmes.pt/alice (site oficial)
www.madragoafilmes.pt/alice/html_portugues/excertos.html (trailers)
www.imdb.com/title/tt0459072

A crítica

ver todas
É inegável que o filme, quase sem acção, é potenciado pelo talento de Nuno Lopes, que compõe com uma emoção delicada e subtil a perserverança de um pai (...) Marco Martins revela Lisboa de uma forma... mais ››
Maria do Carmo Piçarra, Premiere
Apetece gostar desta primeira longa-metragem de Marco Martins (...) Aposta forte, sem dúvida, mas que em nossa opinião sia furada: é que, na tentativa de reduzir à sua expressão mais simples os... mais ››
Vasco Baptista Marques, Expresso

Blogs

ver todos
3.5/5Crítica: Alice (2005)
É artisticamente interessante, mas não atinge o apanágio a ponto de ser considerado uma obra-prima. Pelo menos para mim, mas a sua divergência opinativa e pessoal pode justificar outras inteiramente diferentes. É contraditório, amargo, dilacerado, encruzilhado, e silenciosamente poético.”
seeSAWseen, 21/Mai/2009
4.0/5Alice, por Tiago Ramos
Alice é um filme negro e escuro, como é a ausência. O filme aborda o vazio, através do comportamento obsessivo de Mário (Nuno Lopes), que busca a sua filha, após o seu desaparecimento, seguindo todos os dias os mesmos passos aquando o desaparecimento de Alice. Nuno Lopes tem uma prestação singular e única, deprimente até, lidando de forma cruel com as emoções do espectador.”
Hotvnews, 3/Jan/2009
5.0/5Alice
Alice é uma raridade, uma obra genuína, nunca se viu antes nada assim no cinema português.”
cinepremium.blogs.sapo.pt, 21/Dez/2008
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.5/5Maria Inês Maria Inês 6 de Setembro de 2011 às 16:57

É um tema frio, duro, amargo, e assim é retratado no filme, não só na narrativa mas no lado visual que nos dá uma Lisboa muito diferente da que estamos habituados a ver. O aspecto que vale salientar é que não é fácil passar para o espectador a angústia como foi feito em "Alice"...para uma primeira longa metragem, principalmente, não está má de todo...Gostei (e do elenco também!)

BARRIGAS BARRIGAS 3 de Junho de 2010 às 00:24

Fabuloso!
Não deixem de ver. Assim sim!

4.5/5Magenta Magenta 1 de Junho de 2010 às 19:05

Um soco no estômago.
Para mim, raramente algum filme retratou a perda de forma tão crua e fria.
O visual do filme conjuga-se perfeitamente com a história e com as excelentes interpretações.
É dificílimo de se assistir e foi-me dificil tirá-lo da cabeça a seguir, é demasiado real.
Marco Martins é uma das melhores promessas do cinema português, e Nuno Lopes, como sempre, um dos melhores actores.