Pânico a Bordo (2005)

Flightplan

poster

Sinopse

A voar a 40000 pés num avião 474 cavernoso e topo de gama, Kyle Pratt (Foster) vive o maior pesadelo de qualquer mãe quando a sua filha de seis anos desaparece sem deixar rasto a meio do voo entre Berlim e Nova Iorque. Já emocionalmente devastada pela morte inesperada do seu marido, Kyle luta desesperadamente para provar a sua sanidade mental à tripulação e aos passageiros descrentes, enquanto enfrenta a possibilidade de estar realmente a perder o juízo. Embora nem o Capitão Rich (Bean), nem o Marechal do Ar Gene Carson (Sarsgaard) queiram duvidar da viúva, todas as provas indicam que a filha dela nunca esteve a bordo, o que resulta em paranóia e dúvida entre os passageiros e a tripulação do avião. Desesperadamente sozinha, Kyle apenas pode contar com as suas capacidades para resolver o mistério e salvar a sua filha.



Visitantes
Visitantes
3.5 (244 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
2.5

Detalhes

Ano: 2005
Estreia nacional: 10 de Novembro de 2005
Estreia mundial: 23 de Setembro de 2005

País: EUA
Género: Thriller, Acção

Realização:
Robert Schwentke

Intérpretes:
Jodie Foster, Peter Sarsgaard, Sean Bean, Kate Beahan, Erika Christensen

Links:
flightplan.movies.go.com (site oficial)
www.apple.com/trailers/touchstone/flightplan (trailers)
www.imdb.com/title/tt0408790

A crítica

ver todas
(...) um extraordinário thriller psicológico (...) um bom filme de entretenimento que sabe entreter com eficácia.”
Vítor Moura, Premiere
É verdade que talvez não houvesse maneira de resolver a contento o excelente «set-up» do filme; é igualmente verdade que PÂNICO A BORDO não deixa por isso de ser um eficaz exercício de estilo nas... mais ››
Jorge Mourinha, Público

Blogs

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.0/5Frederico Daniel Frederico Daniel 11 de Abril de 2016 às 21:16

3.0/5..::Cátia Cruz::.. ..::Cátia Cruz::.. 27 de Junho de 2011 às 15:31

O filme promete muito mas acaba por desiludir com a sua conclusão abrupta e rebuscada. Não deixa, no entanto, de ser uma boa aposta de entretenimento.

2.0/5regina regina 13 de Dezembro de 2010 às 17:29

Nada de especial e com um final deveras previsível. 2*