Freedomland - A Cor do Crime (2006)

poster

novo comentário

Para submeter um comentário faça login ou registe-se

comentários RSS

blitza blitza 2 de Janeiro de 2008 às 23:41

Definitivamente não posso dizer que gostei. A história tem algumas falhas e coisas que não se percebem, reacções que não parecem de gente normal. Não me captou nada a história das rivalidades raciais e do motim. Deveria ter sido abordada de outra forma. Não consegui sentir empatia por nenhuma das partes, assim como não consegui sentir alguma espécie de empatia pela Megan. Final previsível, embora tenham tentado apontar para outro suspeito no filme. A asma (não percebi a relevância para o filme), o grupo de mães de crianças desaparecidas, as buscas no lar (ainda pensei que a Megan lá tivesse crescido e por isso fosse meia desiquilibrada), entre outras coisas que deveriam ter sido melhor exploradas pelo que fica sempre no ar uma falta de não sei quê...

2/5

1.5/5Filipe Nunes Filipe Nunes 14 de Setembro de 2007 às 23:26

Filme que tinha tudo para ser bom, mas que não passa de uma verdadeira trampa! Nem Samuel L. Jackson conseguiu "salvar" o filme (Julianne Moore ainda não me convence enquanto actriz). 1.5/5

Pedro Almeida
Pedro Almeida 30 de Março de 2007

Eu a pensar que ia ser um bom filme..
1 star

Jonas
Jonas 16 de Agosto de 2006

ora mais um filme k m desiludiu um pouco....muito enfadonho....i a historia n mt cativante....2*

Carlos Varandas
Carlos Varandas 26 de Maio de 2006

Muito fraco. Tentando fugir um pouco ao género crime, por referências a fenómenos de xenofobia e colisão entre a sociedade e um grupo de imigrantes, Roth consegue pouco mais que um conjunto de imagens sem sentido e enfadonhas.
O argumento até promete, caso fosse melhor explorado, mas rapidamente se chega à conclusão que não é isso que está na ideia do realizador (infelizmente).
O facto de ter actores de grande gabarito pode ser um chamariz, mas não são os actores que neste caso salvam o filme. É de facto um filme fraco, na minha opinião.

Jimmy Osório
Jimmy Osório 12 de Maio de 2006

Fraquinho, saí da sala de cinema com uma aura de desilusão completa.
Aquém das expectativas.
As interpretações dos actores em geral estão boas.
O argumento tem qualidade, mas não satisfaz completamente.
2.5*/5*