A Scanner Darkly - O Homem Duplo (2006)

poster

novo comentário

Para submeter um comentário faça login ou registe-se

comentários RSS

3.5/5Diogo Pinheiro Diogo Pinheiro 10 de Junho de 2011 às 17:16

O estilo gráfico é muito bom. Gostei da ideia geral do filme, embora admita só ter assimilado toda a sua ideia no final. Aceita-se que é muito complexo e talvez por isso não possa ser melhor apreciado, mas é uma ideia interessante. Downey Jr. para variar em grande!

3.5/5Rolling-Murray Rolling-Murray 25 de Maio de 2009 às 11:06

Um filme estranho, não só devido à técnica de animação utilizada, mas também pelo enredo e pelos diálogos alucinados (nomeadamente os da personagem de Downey Jr., mais uma vez em excelente plano).
Enésimo filme baseado numa obra de K. Dick, não é propriamente fácil de acompanhar, mas aborda de uma forma interessante os temas da perda de privacidadde do indivíduo e a desumanização provocada pelas drogas, quer no que diz respeito aos que as consomem, quer devido aos métodos empregues por quem as combate.

2.0/5Valverde Valverde 31 de Maio de 2008 às 03:33

Depois de se ver este filme, fica-se com aquele ideia semelhante a quando vamos ao médico e ele nos explica cientificamente o que nós temos. E então pedimos que nos traduza em linguagem perceptivel a pacientes. Com muita pena, este filme massacrador, é uma das maiores desilusões do ano. Salva-se a originalidade da componente gráfica.

Hugo Gomes
Hugo Gomes 2 de Janeiro de 2007

A Scanner Darkly é complexo emais para ser considerado um filme inteligente, só consegue ser suportavel atravês da animação grafica.

Marco Marques
Marco Marques 21 de Dezembro de 2006

Tal como disse o Nando-P, o filme em certas partes é dificl de acompanhar, muito complexo mesmo. O que me prendeu a ver o filme até ao fim, foi o factor visual, muito bom...uma mistura de BD e as personagens em carne e osso...visualmente adorei...mas como o importante é a consistência...leve 2,5*

Nando-P
Nando-P 19 de Dezembro de 2006

Gostei, mas achei-o difícil de acompanhar em algumas partes. Às vezes chega mesmo a torna-se absurdo. O visual é refrescante e grande parte dos diálogos são excelentes. Peca mesmo pelo ritmo lento e desnecessáriamente complexo.