Instinto Fatal 2 (2006)

poster

a crítica

Fica claro que faltou fôlego criativo por cima do investimento. A não ser que o grande objectivo tenha sido facturar de novo com o erotismo de Sharon Stone (...) Para confirmar que nem todas as sequelas valem a pena”
Vítor Moura, Premiere
INSTINTO FATAL 2 padece da infinita tristeza de ter de pagar tributo ao trabalho original que lhe serve de matriz. Que significa isto? Que o filme de Michael Caton-Jones é nulo quando foca o corpo de Stone e tenta capitalizar erecções cujo prazo de validade expirou em 1992”
Vasco Baptista Marques, Expresso