World Trade Center (2006)

poster

Sinopse

11 de Setembro de 2001. Will Jimeno (Pena), da Polícia Portuária de Nova Iorque, estava tentado a tirar o dia de folga, mas acabou por ir trabalhar. O sargento John McLoughlin (Cage), um respeitado veterano da corporação, está acordado há algumas horas. Estes dois homens, juntamente com os colegas, deslocaram-se para o centro de Manhattan, como faziam todos os dias. Mas este não era um dia como os outros.



Visitantes
Visitantes
3.2 (202 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
4.3

Detalhes

Ano: 2006
Estreia nacional: 21 de Setembro de 2006 (#1 na 1ª semana)

País: EUA
Género: Drama

Realização:
Oliver Stone

Intérpretes:
Nicolas Cage, Michael Peña, Maria Bello, Maggie Gyllenhaal, Jay Hernandez, Stephen Dorff, Michael Shannon, Viola Davis

Outros títulos:
As Torres Gêmeas (Brasil)

Links:
www.wtcmovie.com (site oficial)
www.apple.com/trailers/paramount/wtc (trailers)
www.imdb.com/title/tt0469641

A crítica

A dimensão trágica do 11 de Setembro de 2001 fez despoletar visões e acontecimentos que não deixaram ninguém indiferente. A vida parece ter mudado,... mais ››
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate
WORLD TRADE CENTER apenas nos deixa divididos num ponto: a necessidade de expor em demasia uma espécie de patriotistmo básico (...) Apesar da excelência cinematográfica, tresanda a evangelização.”
Rui Pedro Tendinha, Premiere

Blogs

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.0/5Francisco Francisco 19 de Janeiro de 2011 às 17:44

Um bom filme, que retrata um episódio importante e marcante dos últimos tempos. Contudo, passada a fase de maior tensão do filme, correspondente à queda das torres, o filme perde o seu interesse.

4.0/5Vitinha Vitinha 2 de Janeiro de 2009 às 13:21

poderia ter apenas uma melhor introduçao...mas e muito bom mesmo assim
e comovente e mostra bem o drama vivido nao so pelos americanos mas por todo o mundo 4*

3.0/5Roberto Roberto 2 de Janeiro de 2009 às 11:45

Poderia de facto ser outra coisa, este WORLD TRADE CENTER, mas sem dúvida que, com raras excepções, a introdução é do melhor do filme.

Roberto F. A. Simões
cineroad.blogspot.com