Babel (2006)

poster

novo comentário

Para submeter um comentário faça login ou registe-se

comentários RSS

4.0/5Vitinha Vitinha 23 de Maio de 2011 às 01:02

O filme e bom mas em comparaçao com as duas obras anteriores de Inarritu esta e a mais fraquinha,as historias as vezes nao parecem muito coesamente ligadas,o que acaba por desinteressar ao espectador,o filme tecnicamente e muito bom os actores estao bem e e impossivel dizer que o filme e mau porque nao e,deixei algumas pontas soltas no final heide rever,no geral gostei bastante mas tenho de rever para poder ser mais justo na avaliaçao

4.5/5André Filipe Moreira Santos André Filipe Moreira Santos 20 de Fevereiro de 2011 às 14:58

Um filme poderoso, realço a excelente escolha do título para este filme, a nível de interpretações estão todos muito bem com destaque para a asiática, banda sonora muito bem escolhida e boa montagem... 4.5*

***SPOILERS***

Fiquei com dúvidas no bilhete que a japonesa escreveu ao policial, o que diria?
Que foi ela que assassinou a mãe por inveja de esta ser amada, coisa que ela nunca foi, ou que ela sentia que a mãe se suicidou por causa dela? assim explicaria toda a sua frustação....

4.5/5Frankie Freaky Frankie Freaky 26 de Julho de 2010 às 17:10

Babel é um filme maduro, visceral e multidimensional, onde não existem vilões; apenas vítimas do destino e das inesperadas circunstâncias da vida.

Tendo, indiscutivelmente, por base a teoria do "efeito borboleta", em que um simples e aparentemente inofensivo acontecimento desencadeia toda uma bola de neve de situações interligadas, Babel procura mostrar como a linguagem verbal tem o triste condão de isolar, muito mais do que unir, como seria suposto.

Os silêncios e os gestos das personagens, embalados por uma banda sonora sublime, transmitem-nos muito mais do que quaisquer palavras proferidas.

Um filme profundo para espíritos profundos. A ver, sem dúvida.

*106º comentário cinematográfico*

4.0/5Diogo Pinheiro Diogo Pinheiro 1 de Outubro de 2009 às 12:39

Bom filme. Histórias ligadas entre si de uma forma que até chega a arrepiar.

4*

2.5/5Luís Fonseca Luís Fonseca 29 de Setembro de 2009 às 22:40

o Crash é tao tao melhor que este filme... demasiado pesado, sofrer de inicio ao fim, historias esticadas ao maximo. Nao gostei.

4.5/5jalfy jalfy 5 de Setembro de 2009 às 15:58

É interessante verificar a evolução de todo um processo conceptual ao longo dos seus filmes. Em "Babel", existe uma tentativa de sintetizar acontecimentos e dramas, obtendo assim o mesmo sumo com menos agitação e trabalho de cena. É de louvar. Contudo, considero-o menos poderoso que "21 Grams".

5.0/5Maaaaaaat Daaamooooon Maaaaaaat Daaamooooon 21 de Agosto de 2009 às 15:06

E assim a trilogia acaba...com um filme de nota 5*!

Um filme simplesmente fantástico!

4.0/5joaoervilha joaoervilha 5 de Janeiro de 2009 às 18:58

4* Banda Sonora envolvente!

5.0/5Miguel Santos Miguel Santos 22 de Agosto de 2008 às 19:19

É daqueles filmes que ou se adora ou se odeia...no meu caso adorei este filme, fui ver com 5 amigos e nenhum deles gostou, enfim gostos são gostos!

Depois de "amor cão" e " 21 gramas" Iñárritu, oferece-nos outro maravilhoso filme

5.0/5Vítor Catulo Vítor Catulo 30 de Abril de 2008 às 00:49

Um filme assombrosamente belo e genialmente construído. Pode-se dizer que tudo neste filme é perfeito a mostrar a imperfeição da condição humana. É assustador pensarmos no que pode resultar um pequeno nada, qual "efeito borboleta" a provocar ondas de choque no equilíbrio universal. As interpretações são soberbas, todas, sem estrelas! Considero BABEL um dos melhores filmes dos últimos anos. Obrigatório!

4.0/5Valverde Valverde 23 de Fevereiro de 2008 às 17:43

BABEL é um autentico tiro no escuro, mas que teve a felicidade de acertar no alvo. Iñárritu arriscou num filme multi-social e algo indesposto e tornou-o no maior marco de 2006, superando em larga escala o seu antecessor do genero "Crash".

megazo megazo 18 de Fevereiro de 2008 às 11:53

Grande seca. Não percebo como pode ter ganho tantos prémios. Estava à espera de muito mais. Passados os primeiros 30 minutos de filme já estava a olhar para o relógio.

3.5/5ervilha ervilha 7 de Fevereiro de 2008 às 18:00

Bom filme, uma das melhores bandas sonoras de sempre, a par das de wiliams

4.5/5barbara barbara 3 de Janeiro de 2008 às 19:35

Um drama bastante emocional que nos faz pensar em diversos problemas que acontecem á nossa volta. Um drama q cruza 4 histórias fantásticas !

Ritta Ritta 17 de Dezembro de 2007 às 04:56

Girassol, volta a vê-lo quantas vezes percisares até o entenderes, pois vale a pena.
Excelente

1.0/5Girassol Girassol 5 de Dezembro de 2007 às 18:14

Sem dúvida o filme mais estranho que vi até hoje!! Não há qualquer ligação! Detestei!

3.0/5xatafakap xatafakap 30 de Novembro de 2007 às 21:14

A ideia do filme é, sem dúvida, muito boa. No entanto, para infelicidade do público, não foi aproveitada devidamente. Houve um "vazio" tão grande que as famílias não pareciam ter qualquer ligação. Mais parecia um documentário sobre diferenças culturais...

4.5/5Rui Francisco Pereira Rui Francisco Pereira 4 de Novembro de 2007 às 18:20

Um filme fenomenal com um argumento brilhante e interpretações fantásticas de Brad Pitt,Cate Blanchett,Gael García Bernal, Kôji Yakusho, Adriana Barraza e Rinko Kikuchi.

4.5/5DEONPLAYGROUND DEONPLAYGROUND 6 de Julho de 2007 às 15:01

Só o vi agora, depois de ter comprado a edição especial limitada com um dvd extra que contém o documentário do 'making of'. Passou imediatamente para a lista dos meus filmes favoritos. A banda sonora, já premiada, deixou-me sem palavras, maravilhosa! Recomendo.

5.0/5SoNNY SoNNY 1 de Julho de 2007 às 21:59

Grande filme, adorei-------... 5*..
espectacular... recomendo completamente!!

5.0/5Flávio Flávio 11 de Junho de 2007 às 18:30

Como uma experiência de vida, para mim. 10/10

5.0/5Hugo Gomes Hugo Gomes 5 de Junho de 2007 às 10:50

Um filme obrigatório

4.5/5Kermit Kermit 5 de Junho de 2007 às 00:17

Nos filmes, nas séries e nos livros deste início de século, reparei numa espécie de moda, um pensamento muito presente nos realizadores e escritores que hoje são mais badalados. Falo do exponencial impacto, das acções individuais.
Levá-lo ao absurdo, é a melhor forma de exprimir o conceito – “ O Bater de asas de uma borboleta na china, causa um furacão na América.” – The Butterfly Effect – a teoria do caos.
Sempre tivemos a consciência de que, com as nossas acções, influenciamos os outros, na forma como pensam ou como agem. Babel revela que num mundo globalizado, esse impacto atravessa todo o planeta. A simples venda de uma arma em Marrocos tem implicações dramáticas, em lugares desmedidamente distantes. Efeitos nefastos, filmados com a genialidade que González Iñárritu já tinha demonstrado em 21 gramas. Este realizador mexicano, volta com este filme ao modelo de histórias entrelaçadas, já usado em “Amores Perros”, antes da americanização.
O mundo ainda não segue um trilho que Aldous Huxley vaticinou, na década de 30. Os seus habitantes ainda não são gerados em laboratório e condicionados à nascença. Mas são influência intensa e permanente no comportamento dos outros. Como referiu o próprio Iñárritu – “Existe un momento preciso en el que cambia la vida de alguien”

Carlos Santos
Carlos Santos 23 de Maio de 2007

Uma palavra serve para descrever este filme "EXTRAORDINÀRIO"

diogo pires
diogo pires 18 de Março de 2007

Bom mas adomerci è muito drama 4 histórias ao mesmo tempo queredo!!!! MAS ao menos foi nomeado para 7 óscares mas só levou 1 eee.

Max
Max 13 de Março de 2007

Eram várias as pessoas que diziam que este filme tinha semelhanças com o crash por causa das histórias cruzadas...

Adorei o Crash, detestei o Babel!
Babel = Cansativo, maçudo.
É verdade que as 3 histórias são distintas mas... e daí?
O modo que as liga não é nada de transcendental!
Quando o babel não ganhou o oscar fiquei admirado, porque muita gente tinha adorado o filme.

Mas agora percebo porque é que não ganhou, e na minha opinião nem uma nomeação merecia!

F. Correia
F. Correia 5 de Março de 2007

Excelente, 3 mundos distintos num só filme, englobado numa só história.
Mais uma vez Alejandro González Iñárritu oferece-nos um filme de grande nível depois de 21 gramms.
Aconselho a todos verem esta obra prima.
9/10

Hugo Santos
Hugo Santos 3 de Março de 2007

Saí estarrecido do ciinema... Que filmaço... Aconselho a verem, mas no cinema!

vasco2
vasco2 2 de Março de 2007

Um filme envolvente com várias histórias que acabam por ter algo em comum!!!! Ao nível do Crash!!!....Podem continuar a fazer mais filmes deste género!!
4.5/5

Paulo Silva
Paulo Silva 23 de Fevereiro de 2007

paulo santos em marrocos não se fala marroquino, em marrocos fala-se bérbere e árabe.

Pat
Pat 13 de Fevereiro de 2007

Normal...
Nada de novo...
Ao estilo de "21 gramas", "efeito borboleta", "memento" e outros...

Não é mau, mas também não surprende...fiquei com a sensação de falta de qualquer coisa.

jonas
jonas 10 de Fevereiro de 2007

um bom filme 3.5*.....crash está melhor =)

Carlos Varandas
Carlos Varandas 5 de Fevereiro de 2007

Ao nível que Iñárritu já nos habituou. Está muito bom... Sem dúvida dos melhores deste ano passado (2006).

Luis Andrade
Luis Andrade 2 de Fevereiro de 2007

Arrebatador

no comments

paulo santos
paulo santos 28 de Janeiro de 2007

é sem duvida um grande filme! bastante realista, aborda a vida tal cm ela é!
penso k o papel desempenhado pela japonesa da um brilho especial ao filme! e é preciso ver k no japao s fala japones, em marrocos marroquino, ou seja o filme nao cai no habitual clichê de ouvirmos ingles nos 4 cantos do mundo!

Elfern
Elfern 26 de Janeiro de 2007

Antes de mais deixem que vos diga que o realizador deste filme é de facto um exelente realizador, 21 gramas esteve muito bom, Amor cão também e agora este.

Bem este filme é na mesma onda do 21 gramas e Amor cão, várias historias que acabam por se cruzar, só que sinceramente acho a história da japonesa um bocado forçada, pois não tem muito haver com o filme, visto na minha opinião o filme mostrar até onde chega a hipocrisia americana, o caso da japonesa tem mais haver com frustações sexuais do que qualquer assunto. Este é o Unico defeito que vejo no filme. Resto acho que esta um grande filme e digno dos prémios que recebeu(Golden Globbe(Melhor filme), Cannes(Realizador)).

Apesar deste meu pequeno defeito acho que sai daqui a levar uns 8.5 pontos

Rui Pereira
Rui Pereira 26 de Janeiro de 2007

Pois é Gonçalinho, escusavas de ter contado partes do filme!!!!!

adivinhem???
adivinhem??? 25 de Janeiro de 2007

Filme interessante e com uma história complexa!
Uma série de histórias dramáticas que se juntam no final.
Gostei particularmente da história dos muçulmanos e da mexicana.
Devo dizer: não tive pena nenhuma das japonesas...!
Filme fora de série, mas devo avisar: um filme para ver quando se está com paciência para um filme pesado!!!! Não é, de forma alguma, para uma noite de diversão...!
Pontuação:4.5

Jorge
Jorge 14 de Janeiro de 2007

Sem duviada ninhuma(na minha opiniao) o pior filme deste grande realizador!!

A banda sonora é erritante e como ja foi dito as cena sao esticadas ao limite o filme tornasse xato e aborecido a unica coisa que adorei foi a parte dos mexicanos axo que ta 5* o desespero da enpregada a procura da casa das crinças ate comove!! a parte do brad pitt ta +- é um pouco lenta mas mesmo assim ta muito boa agora a parte a xinoka meu deus k horror é do mas xato estupido enrritante k ha!!! axo que a gaja devia ganhar o globo de ouro só pela figura k fez!!

Nota final: 2/5* ou 4.6/10*

Sem duvia o melhor filme deste realizador é o 21 gramas esse sim é que é 5* em todos os sentidos!!!

Markus
Markus 25 de Dezembro de 2006

Para quem viu os outros filmes de Iñárritu, de certeza que no final desta pelicula ficou com a sensação de "deja-vu"...! Ele próprio diz que isto é a triologia (Amor Cão, 21 Gramas e Babel) da dor, mas mesmo assim podia ter diversificado 1 bocadinho...3.5*

Tixinha
Tixinha 17 de Dezembro de 2006

mt bom..axo k relamente merece as nomeações..
e o brad pitt o oscar!!!
filme k envolve várias pessoas e retrata bem a realidade..

Tixinha
Tixinha 1 de Outubro de 2006

alguém sabe se vai estrear por cá???
eu kero ver...