Uma Família à Beira de um Ataque de Nervos (2006)

Little Miss Sunshine

poster

Sinopse

Os Hoovers, uma família composta por 6 pessoas do Novo México, decidem ir ao concurso "Little Miss Sunshine" em Redondo Beach, na Califórnia, para satisfazer o desejo da jovem Olive, de 7 anos, uma rapariga normal mas com grandes sonhos. Pelo caminho, a família tem de lidar com sonhos esmagados, corações partidos e uma carrinha avariada que os levava ao concurso. Uma bizarra jornada que os mudará para sempre.



Visitantes
Visitantes
4.0 (239 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
4.0

Detalhes

Ano: 2006
Estreia nacional: 12 de Outubro de 2006 (#7 na 1ª semana)

País: EUA
Género: Comédia, Drama
Distribuidora: Castello Lopes

Realização:
Jonathan Dayton, Valerie Faris

Intérpretes:
Greg Kinnear, Toni Collette, Steve Carell, Alan Arkin, Abigail Breslin, Paul Dano, Bryan Cranston, Mary Lynn Rajskub

Links:
www.castellolopesmultimedia.com/umafamilia (site oficial)
www.foxsearchlight.com/littlemisssunshine (site oficial)
www.apple.com/trailers/fox_searchlight/littlemisssunshine... (trailers)
www.imdb.com/title/tt0449059

A crítica

(...) um filme ao qual se pode apontar somente dois ligeiros defeitos: uma certa ansiedade e precipitação no desejo de captar a remição das suas personagens e talvez o final excessivamente burlesco e... mais ››
David Mariano, Premiere

Blogs

5.0/5Crítica: Uma Família à Beira de um Ataque de Nervos / Little Miss Sunshine (2006)
Num analisar final, é uma dádiva cinematográfica que inside sobre a disfuncionalidade familiar e o engenho necessário para manter acesa uma harmonia revestida de palpitantes mentiras, por muito díficil ou até mesmo impossível que essa missão possa ser.”
seeSAWseen, 31/Mar/2009
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

4.0/5Diogo Pinheiro Diogo Pinheiro 27 de Novembro de 2011 às 01:52

Por vezes com um humor negro, mas que nos deixa com um sorriso rasgado na cara. Vale a pena!

4.0/5Maria Inês Maria Inês 13 de Março de 2011 às 19:49

Cómico, crítico e muito muito bom! Aconselho vivamente às famílias "diferentes" das que o cinema clássico retrata :)

4.0/5ff ff 19 de Fevereiro de 2011 às 15:04

mt bom