(2006)

poster

a crítica

Filme espanhol que retrata a ascensão e queda da Espanha Imperial como a grande potência mundial no Séc.XVI. No entanto resume-se à personagem de Viggo Mortensen e pouco mais. Com alguma dificuldade em dominar inicialmente o espanhol, o actor americano revela-se um autêntico poliglota e não se sai nada mal, aliando as suas habilidades com a espada, a uma excelente dinâmica de interpretação. «Alatriste» perde na profundidade do argumento que parece ser sempre muito superficial, perdendo a capacidade de aproximação ao espectador. No entanto, tem os seus momentos como na sequência no hospital entre Mortensen e Blanca Portello. Em suma, Agustín Díaz Yanes não desilude nesta incursão do cinema espanhol nas produções americanas, mas fica uma sensação de que poderia ter ido bem mais além. ”
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate
(...) um épico empolgante, mas também tocante (...) Viggo Mortensen é o fôlego de toda a película, as suas pausas e estocadas.”
Ricardo Lopes Moura, Premiere