(2006)

Curse of the Golden Flower

poster

Sinopse

China, século X. Na véspera do Festival Chong Yang, flores douradas enchem o palácio. O imperador (Yun-Fat Chow) regressa inesperadamente com o filho Jai (Jay Chou), com o pretexto de celebrar as festividades com a família, mas as relações tensas com a imperatriz (Li Gong) fazem suspeitar em outros motivos. Durante anos, a imperatriz manteve uma relação ilícita com o enteado, que por sua vez sonha fugir com o seu grande amor, a filha do médico imperial. Quanto ao príncipe Jai, preocupa-se sobretudo com a saúde da mãe e a sua obsessão crisântemos dourados. E, enquanto isso, o Imperador orquestra um plano secreto...



Visitantes
Visitantes
3.1 (43 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
3.1 (9 votos)

Detalhes

Ano: 2006
Estreia nacional: 08 de Março de 2007 (#12 na 1ª semana)

País: Hong Kong, China
Género: Acção, Drama, Romance
Duração: 114 min.
Classificação: M/16
Distribuidora: Ecofilmes/Vitória Filme

Realização:
Yimou Zhang

Intérpretes:
Jay Chou, Yun-Fat Chow, Li Gong

Links:
www.sonyclassics.com/curseofthegoldenflower (site oficial)
ent.sina.com.cn/hjj/ (site oficial)
www.apple.com/trailers/sony/curseofthegoldenflower (trailers)
www.imdb.com/title/tt0473444

Blogs

2.5/5Curse of the Golden Flower
Sem a frescura das suas obras anteriores, A Maldição Da Flor Dourada cai facilmente na caracterização que enche o olho, mas que não enche o coração. Um espectáculo visualmente impressionante, mas sem chama que o apoie.”
Cinematograficamente falando, 24/Ago/2007
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

4.0/5Paulo Gonçalves Paulo Gonçalves 9 de Novembro de 2007 às 23:39

Excelente filme, um drama recheado de sentimento, diferente, a provar a boa qualidade do cinema asiático, cheio de cor e com cenas de acção fantásticas, um argumento simples mas desenrolado de uma forma subtilmente robusta. Aconselho concerteza! Nota 4*

adrix
adrix 13 de Março de 2007

Zhang Yimou já deu provas anteriores de realizar filmes sólidos, cheios de poder de imagem e sentimentos. A cor é uma presença marcante nos filmes de Yimou e neste também não falha. É como se fosse uma personagem. Para além disso o filme está muito bem conseguido, interpretação de LI Gong é fenomenal. As, poucas, cenas de acção são soberbas. Realemente e sem medo algum ... o melhor filme que até agora este ano. Muito bom. Nota - 4