Dias de Glória (2006)

Indigènes

poster

Sinopse

Alimentados por suas próprias ilusões, quatro nativos das colónias apresentam-se como voluntários ao exército francês, para lutar nos campos de batalha de África e Europa. Além de enfrentar os nazis, deverão sofrer a intolerância e o racismo de seus companheiros, seus superiores e seus supostos aliados. Tudo na sua luta por um dia de glória.



Visitantes
Visitantes
3.4 (26 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
3.0 (1 voto)
galeria

Detalhes

Ano: 2006
Estreia nacional: 24 de Maio de 2007 (#19 na 1ª semana)
Estreia mundial: 27 de Setembro de 2006

País: França, Marrocos, Argélia, Bélgica
Género: Guerra, Drama
Duração: 110 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: Notro Films

Realização:
Rachid Bouchareb

Intérpretes:
Jamel Debbouze, Samy Naceri, Roschdy Zem

Outros títulos:
Days of Glory

Links:
www.diasdegloria.net (site oficial)
www.indigenes-lefilm.com (site oficial)
www.notrofilms.com/recursos/doc/Portugal/1111_02042007789... (trailers)
www.imdb.com/title/tt0444182

A crítica

(...) um importante documento sobre os soldados das colónias francesas do Norte de África (...) apesar de ter uma duração algo exagerada. As questões raciais e sociais surgem normalmente no... mais ››
José Vieira Mendes, Premiere

Blogs

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.5/5jonas jonas 2 de Outubro de 2007 às 00:42

um filme agradavel...boas interpretações...bom argumento...e aborda um tema muito interessante para alem da guerra....entre as 3.5 e as 4* ;)

alentejanoX
alentejanoX 30 de Maio de 2007

Um bom final.
Como filme de guerra nada de especial.

AT
AT 24 de Maio de 2007

Dias de Glória é um filme de guerra tecnicamente bem produzido e com actores fantásticos, e que se difere dos demais por contar uma história verdadeiramente humana.
Não se trata desta vez de um pobre norte-americano na 2ª guerra mundial, mas sim de uma história REAL de mais de 200.000 soldados das colónias, que defenderam a Europa por seus ideais, sendo duramente descriminados por seus próprios companheiros. Um filme comovente, e extremamente pertinente à realidade actual, importante para que se entenda os actuais conflitos na França.
Há pessoas que podem considerar que um filme de guerra seja bom quando tenha algum famoso actor americano exibindo sua destreza no grande ecrã. Prefiro ver um filme como Dias de Glória: forte, contundente, e que traz para a actualidade uma história varrida para debaixo do tapete. Isso sim que é INSPIRADOR. Cinema para mudar à actualidade.
AT