Terra de Bravos (2006)

Home of the Brave

poster

Sinopse

Esta é a história de quatro soldados que lutam para tentar recuperar a normalidade nas suas vidas, após uma longa missão no Iraque. De regresso aos Estados Unidos, cada um deles sente-se mudado e... deslocado.



Visitantes
Visitantes
2.7 (44 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
1.8 (4 votos)

Detalhes

Ano: 2006
Estreia nacional: 28 de Agosto de 2008 (#13 na 1ª semana)
Estreia mundial: 15 de Dezembro de 2006

País: EUA, Marrocos
Género: Drama, Guerra
Duração: 115 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: New Lineo Cinemas

Realização:
Irwin Winkler

Intérpretes:
Samuel L. Jackson, Jessica Biel, Brian Presley, Christina Ricci, 50 Cent, Chad Michael Murray

Links:
www.mgm.com/homeofthebrave (site oficial)
www.apple.com/trailers/mgm/homeofthebrave (trailers)
www.imdb.com/title/tt0763840

A crítica

O problema é que Winkler tentou enquadrar um tema complexo de forma demasiado simples, tanto ética como cinematograficamente.”
Francisco Ferreira, Expresso
(...) falta a TERRA DE BRAVOS a perspectiva moral e ética [de CENSURADO e NO VALE DE ELAH]. Isto para não falar da forma narrativa que, neste caso, padece da falta de qualquer originalidade.”
Manuel Cintra Ferreira, Expresso

Blogs

2.5/5Home of the Brave
Irwin Winkler, o mesmo do pouco usual De-Lovely, dirige um filme abordagem da Guerra do Iraque do gosto dos americanos, sem alturas de reflexão, sem controvérsias, sem discussão, nada, apenas um panfleto de “Join us”. As melhores partes estavam realmente no inicio, em que a acção decorria no dito país árabe. Um drama falhado e sem garra.”
Cinematograficamente falando, 16/Set/2008
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

2.0/5DiHenry DiHenry 29 de Dezembro de 2008 às 17:53

Um inicio promissor mas depois acaba por se perder aquele animo, pois é demasiado drama sem necessediade disso.

2 estrelas

mngolo mngolo 21 de Setembro de 2008 às 01:31

um filme verdadeiramente bocejante,vale apenas pelos primeiros 30 minutos, em que tem das melhores cenas de combate que vi, por momentos parecia ser algo com mais acção,o resto do filme é mesmo para americano consumir, de fugir

4.5/5Cinéfilo26 Cinéfilo26 1 de Setembro de 2008 às 15:43

Gostei muito,demonstra o lado humano da guerra e as verdadeiras consequências na vida das pessoas.
Um filme bem feito e poderoso na minha opinião.

As guerras só têm uma coisa em comum, ninguem ganha.