(2005)

Three Times

poster

Sinopse

Três diferentes épocas - 1966, 1911, 2005-, três histórias, o mesmo actor e actriz, evocando, numa fábula sentimental, três reencarnações de um amor inacabado... 1966: Um Tempo de Amor. Uma jovem, May, e um soldado, Chen, conhecem-se numa sala de jogos. Partilham momentos numa maravilhosa noite quente. 1911: Um Tempo de Liberdade. Durante a ocupação japonesa da Formosa, um diplomata casado ganha, através da sua bondade, a admiração de uma cortesã, num bordel em Dadaocheng. Contudo, os seus princípios modernos não permitem que a tome como sua concubina. 2005: Um Tempo de Juventude. Sob a ameaça de Guerra com a China, a Formosa encontra-se instável. Uma jovem bissexual, Jing, envolve-se num triângulo amoroso. Paixões secretas fervilham por entre mal-entendidos, rejeições e relações modernas que florescem e falham à distância segura de SMS e e-mails.



Visitantes
Visitantes
3.8 (16 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
2.9 (11 votos)

Detalhes

Ano: 2005
Estreia nacional: 14 de Fevereiro de 2008
Estreia mundial: 27 de Outubro de 2005

País: Taiwan, França
Género: Romance, Drama
Duração: 135 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: Atalanta

Realização:
Hsiao-hsien Hou

Intérpretes:
Qi Shu, Chen Chang, Fang Mei

Links:
www.ocean-films.com/threetimes (site oficial)
www.ocean-films.com/threetimes/videos.htm (trailers)
www.imdb.com/title/tt0459666

A crítica

(...) é mais interessante o conceito do que a sua exposição (...) Nesse processo de encaixe das partes num todo que as precede, o filme perde espontaneidade, liberdade e agilidade de movimentos.”
Vasco Baptista Marques, Expresso
É um filme muito curioso, experimental por momentos, todavia algo lasso quando comparado com outros filmes do cineasta.”
Jorge Leitão Ramos, Expresso

Blogs

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.


Nenhum comentário adicionado.