A Ponte (2006)

The Bridge

poster

Sinopse

A Golden Gate Bridge é uma obra-prima de engenharia, um símbolo do triunfo humano sobre os elementos da Natureza. E é também o local que mais pessoas escolhem para morrer em todo o mundo. O número de suicídios é assustador mas, para quem decidiu por um termo à sua vida, talvez não seja de todo surpreendente a escolha de um local misteriosamente belo. Durante um ano, as câmaras da equipa do realizador Eric Steel gravaram a ponte durante praticamente todo o dia e registaram a maioria dos suicídios e tentativas falhadas.



Visitantes
Visitantes
2.7 (15 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
1.3 (4 votos)
galeria

Detalhes

Ano: 2006
Estreia nacional: 14 de Junho de 2007

País: Reino Unido, EUA
Género: Documentário
Duração: 93 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização:
Eric Steel

Intérpretes:
Kevin Hines, Patrick Hines, Rachel Marker

Links:
www.thebridge-themovie.com (site oficial)
www.thebridge-themovie.com (trailers)
www.imdb.com/title/tt0799954

Blogs

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.5/5André Filipe Moreira Santos André Filipe Moreira Santos 6 de Outubro de 2013 às 14:27

Mais real do que isto é impossível, merece uma visualização...
aquele último salto...WOW...
3.5*

Dri Dri 23 de Abril de 2009 às 23:22

É de certa forma traumatizante ver o que se vê neste documentário...os últimos minutos da vida de alguém, quase conseguimos ler os seus pensamentos antes de se "libertarem"....
Muito bom, apesar das piores razoes...

4.5/5Miguel Valente Miguel Valente 18 de Junho de 2007 às 23:42

Nada é tão cruel como a realidade.

É um documentário muito forte e perturbador sobre o suicídio. Provavelmente será alvo de muita polémica, uma vez que filma, “tipo voyeur”, o derradeiro momento de vida de pessoas reais, que não estão a representar.
É impossível compreender a cabeça das pessoas. Embora se possam apontar razões e motivos para o suicídio, só os suicidas saberão (ou não) ao certo o que os leva a “saltar” para a morte. Contudo dá para compreender que uma vez tomada a decisão não há muito que se possa fazer. Podemos adiar, mas dificilmente poderemos evitar o suicídio de alguém.
A ver, sem duvida! 4,5/5*