Rescue Dawn - Espírito Indomável (2006)

Rescue Dawn

poster

Sinopse

Esta é a história verdadeira de Dieter Dengler (Christian Bale), um alemão que ambicionava ser piloto e que acabou por ir para os Estados Unidos onde, durante a Guerra do Vietname, se alistou no exército e partiu a região. Ao sobrevoar o país, Dieter é abatido e capturado. Dieter acabou por organizar uma fuga com pequeno grupo de capturados...



Visitantes
Visitantes
3.7 (87 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
3.8 (4 votos)

Detalhes

Ano: 2006
Estreia nacional: 25 de Outubro de 2007 (#9 na 1ª semana)

País: EUA
Género: Guerra, Drama
Duração: 126 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização:
Werner Herzog

Intérpretes:
Christian Bale, Marshall Bell, François Chau, Steve Zahn

Outros títulos:
O Sobrevivente (Brasil)

Links:
www.gibraltarfilms.com/projects/rescuedawn (site oficial)
www.gibraltarfilms.com/theatre/theatre_rd.html (trailers)
www.imdb.com/title/tt0462504

A crítica

Bale protagoniza, mas a vedeta do filme é a selva, terrífica e bela.”
Jorge Leitão Ramos, Expresso

Blogs

4.0/5«RESCUE DAWN - ESPÍRITO INDOMÁVEL» por Roberto Simões
Os desempenhos são comoventes. (...) O espirituoso trabalho de câmera quase que nos coloca naquele hipnotizante e ameaçador ambiente selvagem (...) Quase sentimos os cheiros e as temperaturas. (...) A autenticidade atinge tal nível que nos permite fazer parte da viagem emocional das personagens.”
cineroad.blogspot.pt, 1/Fev/2014
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.0/5Bernardo Bernardo 5 de Julho de 2009 às 00:19

É um filme interessante, embora fique um pouco aquém da restante filmografia de Herzog.

A parte mais bem conseguida é a passada selva, imensa, implacável, desafio à sobrevivência e à razão, evocando Aguirre, um dos primeiros filmes do realizador.

4.0/5Tom Tom 23 de Junho de 2009 às 19:28

Bom filme mas podia estar melhor.
4*/5

3.5/5Valverde Valverde 16 de Março de 2009 às 01:47

Dieter Dengler não tinha muito a dizer com palavras, mas demonstrou-se um corajoso exemplo de sobrevivencia, do ultimo fôlego do limite humano. E é tão bom vê-lo ser interpetado por Bale, esse actor que dá o corpo ao manifesto como ninguem o faz nos dias de hoje.