À Prova de Morte (2007)

Death Proof

poster

Sinopse

Para Jungle Julia (Poitier), Shanna (Ladd) e Arlene (Ferlito), a noite oferece uma oportunidade de libertação. Mas a poucos metros, olhando-as de forma pouco inocente a partir do seu carro, está Stuntman Mike (Russell). E é no seu Dodge Charger, modificado para suportar até as mais extremas colisões, que este psicopata gosta de terminar com a vida de belas raparigas que viajam a seu lado...



Visitantes
Visitantes
3.7 (226 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
3.0
Crítica
Crítica
3.2 (15 votos)
galeria

Detalhes

Ano: 2007
Estreia nacional: 19 de Julho de 2007 (#6 na 1ª semana)

País: EUA
Género: Thriller
Duração: 191 min.
Classificação: M/16
Distribuidora: Ecofilmes/Vitória Filme

Realização:
Quentin Tarantino

Intérpretes:
Kurt Russell, Rosario Dawson, Vanessa Ferlito, Rose McGowan, Mary Elizabeth Winstead, Eli Roth, Marley Shelton, Quentin Tarantino

Outros títulos:
Grindhouse: Death Proof

Links:
www.grindhousemovie.net (site oficial)
www.apple.com/trailers/weinstein/grindhouse (trailers)
www.imdb.com/title/tt1028528

Filmes relacionados

Planeta Terror (2007)
Grindhouse (2007)

A crítica

ver todas
Violência e sexo são agora lugares comuns para Tarantino, como o CGI o é para Peter Jackson. Perante tão exacerbada utilização de tais conceitos,... mais ››
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate
É o filme mais vibrante que vi este ano (...) Bravo entretenimento para adultos.”
José Miguel Gaspar, Jornal de Notícias

Blogs

3.0/5Death Proof
"Death Proof" é uma patetice do princípio ao fim. Uma patetice obscenamente bem filmada, mas ainda assim uma patetice que pode ser resumida num parágrafo. E é ao ver-mos cenas como a do choque frontal, umas das coisinhas mais espectaculares dos últimos tempos a passar-me pela vista, que cresce em nós uma verdadeira raiva para com Tarantino.”
Cineblog, 16/Set/2007
4.0/5Death Proof
Irá certamente ser atropelado por vários blockbusters em exibição, mas felizmente ver Death Proof no cinema é o mesmo que viajar no tempo onde realmente os cinemas tinham aquela magia. Visualmente intencionalmente descuidado, com falhas, cortes evidentes e uma fotografia gasta, tudo para proporcionar o melhor da Serie Z.”
Cinematograficamente falando, 28/Jul/2007
5.0/5Grindhouse: Death Proof
Infelizmente para nós, cá por terras lusas, o filme enquanto conjunto (Death Proof e Planet Terror), não foi bem acolhido nos EUA. Daí a divisão dos mesmos como filmes independentes. É pena, porque se perde assim o conceito Grindhouse...”
CineAlex, 26/Jul/2007
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.0/5Mónica Bonjour Mónica Bonjour 27 de Janeiro de 2013 às 11:22

muito estranho este filme, mas com grande sentido de humor como já nos é habitual. Este senhor é diferente e nem sempre a diferença é bem aceite, mas ainda bem que o é!

2.0/5Maria Inês Maria Inês 10 de Outubro de 2011 às 20:36

Na minha opinião, "Death Proof" tem um grande defeito que é notar-se um abismo gigante entre a realização e o argumento, ambos de Tarantino.

Em termos de realização, está ao seu estilo (talvez um pouco mais leve do que noutros filmes), mas muito ao ritmo do que os seus fãs gostam, com bons carros, personagens fortes e marcantes tanto em termos de personalidade como fisicamente, com boas catchphrases e o ambiente descontraído, livre, muito à volta das estradas, bares, etc. Penso que a cena do "choque frontal", da lap dance, da abordagem de Stuntman Mike para com "Butterfly" e até a sua conversa com Pam são cenas de grande inteligência, sensibilidade e são muito bem pensadas.

Mas tudo isso não compensa o facto de haver pelo menos 45 minutos de pontos mortos, de conversas de quase meia hora que nada contribuem para a história...não duvido que sejam intencionais e planeados, e mais uma vez, não é estranho do Tarantino que haja este tipo de diálogos (que tanto habitua os fãs a non-sense), mas dá quase desgosto haver tanto tempo ocupado com praticamente nada e um final despachado a 5 socos na cara do vilão que em nada atingiu o nível de alguns pontos do filme.


Enfim, não se pode dizer que esteja mal realizado, claro, mas sinceramente as partes mesmo bem feitas não compensam o que está pior...

Miguel Miguel 17 de Setembro de 2011 às 15:01

Completamente Overrated.

Só tem a pontuação que tem porque por baixo tem a assinatura de Tarantino.

O Pior filme dele