A Estranha em Mim (2007)

The Brave One

poster

Sinopse

As ruas de Nova Iorque são a casa e a subsistência de Erica Bain (Jodie Foster). Ela partilha os sons e as histórias da sua adorada cidade com a audiência da rádio, como anfitriã do programa "Street Walk". À noite, ela regressa a casa para o amor da sua vida, o seu noivo David Kirmani (Naveen Andrews). Mas tudo o que Erica conhece e adora é roubado numa noite terrível quando ela e David são apanhados num ataque aleatório e vicioso que deixa David morto e Erica próxima da morte. Embora o corpo de Erica recupere, feridas mais profundas permanecem - a devastação da perda de David e, ainda mais esmagador, um medo sufocante que a persegue. As ruas da cidade que ela adorava percorrer, mesmo lugares aconchegantes e familiares, parecem agora estranhos e ameaçadores. Quando o medo se torna insuportável de aguentar, Erica decide armar-se contra ele. A arma na mão transforma-se numa forma tangível de ela se proteger de um inimigo intangível... ou pelo menos ela acha que sim.



Visitantes
Visitantes
3.7 (121 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
3.0
Crítica
Crítica
3.2 (11 votos)

Detalhes

Ano: 2007
Estreia nacional: 18 de Outubro de 2007 (#4 na 1ª semana)
Estreia mundial: 12 de Setembro de 2007

País: EUA, Austrália
Género: Thriller
Duração: 119 min.
Classificação: M/16
Distribuidora: Columbia TriStar Warner

Realização:
Neil Jordan

Intérpretes:
Jodie Foster, Terrence Howard, Nicky Katt, Naveen Andrews

Links:
thebraveone.warnerbros.com (site oficial)
www.apple.com/trailers/wb/thebraveone (trailers)
www.imdb.com/title/tt0476964

A crítica

ver todas
Erica Bain é uma pacata cidadã de Nova Iorque, apaixonada pela "cidade mais segura do mundo" e pelos sons característicos que esta transmite, o seu... mais ››
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate
Se existe uma nova paranóia securitária em Nova Iorque, talvez isso explique o sucesso de um filme tão vulgar como A ESTRANHA EM MIM (...) a actriz dá à personagem uma energia e sensibilidade raras... mais ››
Manuel Cintra Ferreira, Expresso

Blogs

4.0/5The Brave One
um dos grandes filmes "pouco falados" de 2007. Já toda a gente sabe que Jodie Foster é uma das mais talentosas meninas que Hollywood nos ofereceu na última década, e The Brave One só vem provar que, há medida que o tempo vai passando, esta senhora só consegue melhorar cada vez mais.”
Depois Falamos, 4/Jan/2009
3.5/5The Brave One
Porque mesmo de violento, por vezes fetichista, The Brave One – A Estranha Em Mim é um reflexo da condição do ser sem moralidades óbvias, sem lições bacocas a designar, porque em contacto com tantas injustiças e desumanização, quem não queria fazer o mesmo que Erica Baine.”
Cinematograficamente falando, 30/Out/2007
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.5/5Frankie Freaky Frankie Freaky 11 de Junho de 2010 às 15:55

Um filme não inteiramente plausível, mas que consegue envolver o espectador. No entanto, nem o magnetismo irrepreensível entre Jodie e Terrence consegue compensar a problemática e pouco convincente moral da justiça pelas próprias mãos que o filme parece querer ressalvar.

É interessante perceber a metamorfose de corpo e mente de alguém com sede de concretização da máxima "olho por olho, dente por dente", embora o sensacionalismo da personagem de Jodie chegue a ser abusador.

Um filme que nos faz reflectir, que nos divide, que nos faz duvidar daquilo que damos como certo, que nos "abana" por dentro... e, só por isso, já merece ser visto. Mas atenção: a violência nunca será a melhor resposta.

4.0/5Diogo Pinheiro Diogo Pinheiro 20 de Outubro de 2009 às 16:55

Bom filme. Concordo, a transformação da personagem da Jodie Foster é notável e perturbadora de certa forma.

4*

4.5/5jalfy jalfy 20 de Outubro de 2009 às 10:59

O que retiro deste filme é a capacidade de transfiguração da mente humana quando sujeita a determinadas circunstâncias ou acções tomadas.