(2007)

We Own the Night

poster

Sinopse

Para escapar à família e à sua tradição de defensores da lei, Bobby Green (Joaquin Phoenix) renunciou ao seu nome, perseguindo as suas ambições como dono de uma discoteca em Brooklyn. Mas enquanto "fecha os olhos" aos traficantes de droga que o rodeiam, vê-se frente a frente com a família que abandonou, quando o seu irmão (Mark Wahlberg) e o seu pai (Robert Duvall) investigam a sua discoteca. Agora, Bobby tem de escolher: tornar-se um informador ou ajudar no maior golpe criminoso da história de Nova Iorque...



Visitantes
Visitantes
3.3 (109 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
2.5
Crítica
Crítica
2.9 (9 votos)
galeria

Detalhes

Ano: 2007
Estreia nacional: 17 de Abril de 2008 (#11 na 1ª semana)

País: EUA
Género: Drama, Crime
Duração: 117 min.
Classificação: M/16
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização:
James Gray

Intérpretes:
Joaquin Phoenix, Mark Wahlberg, Robert Duvall, Eva Mendes

Outros títulos:
Os Donos da Noite (Brasil)

Links:
www.sonypictures.com/movies/weownthenight (site oficial)
www.sonypictures.com/movies/weownthenight/site/home.php (trailers)
www.imdb.com/title/tt0498399

A crítica

ver todas
Com uma temática semelhante aos recentes «The Departed» e «Gangster Americano», «Nós Controlamos a Noite» junta dois dos mais talentosos actores... mais ››
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate
Gray repete tema, os actores e o cenário, filmando em bairros de Nova Iorque. Falta-lhe uma identidade mais forte.”
João Antunes, Jornal de Notícias

Blogs

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.5/5Diogo Pinheiro Diogo Pinheiro 11 de Fevereiro de 2014 às 01:15

Sem nada de extraordinário, mas competente.

3.5/5jonas jonas 19 de Maio de 2010 às 18:45

gostei bastante..Joaquin Phoenix é realmente um excelente actor. Brinda-nos aqui com uma interpretação de grande qualidade...pena agora ter-se afastado destas andanças e ter dedicar-se ao mundo da musica..3.5*

2.0/5Filipe Nunes Filipe Nunes 28 de Março de 2009 às 11:12

Não percebo todo o "movimento" em prol deste banal filme. Uma história em nada nova (e pouco plausível, para se ser honesto..), acção medíocre e interpretações ao mesmo nível. "O melhor do ano"?? Ou então não...

2/5