Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro de Fleet Street (2007)

Sweeney Todd: The Demon Barber of Fleet Street

poster

Sinopse

Um simples barbeiro londrino, Benjamin Barker, mais tarde conhecido por Sweeney Todd (Johnny Depp), vê a sua vida desmoronar-se quando o malvado Juiz Turpin (Alan Rickman) o manda para a prisão, castigando-o por um crime que não cometera. Quinze anos depois, com a ajuda do marinheiro Anthony Hope (Jamie Campbell Bower), sai da prisão, pronto para se vingar de todos os que o separaram da mulher e da filha. Abre a sua loja por cima da loja de tartes de carne da Mrs. Lovett (Helen Bonham Carter), e juntos iniciam a vingança de Todd, tudo para que este fique com a sua filha Johanna (Jayne Wisener), prisioneira do terrível Juiz Turpin. Mas Sweeeny Todd ainda vai ter de enfrentar o seu rival, Signor Adolfo Pirelli (Sacha Baron Cohen), um barbeiro de rua, assim com o acompanhante do Juiz Turpin, Beadle Bamford (Timothy Spall).
[por Ines]



Visitantes
Visitantes
4.0 (283 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
3.5
Crítica
Crítica
3.9 (13 votos)

Detalhes

Ano: 2007
Estreia nacional: 31 de Janeiro de 2008 (#2 na 1ª semana)
Estreia mundial: 21 de Dezembro de 2007

País: EUA
Género: Musical, Crime, Comédia
Duração: 117 min.
Classificação: M/16
Distribuidora: Columbia TriStar Warner

Realização:
Tim Burton

Intérpretes:
Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Alan Rickman, Timothy Spall, Sacha Baron Cohen, Anthony Head

Outros títulos:
Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (Brasil)

Links:
www.sweeneytoddmovie.com (site oficial)
www.apple.com/trailers/paramount/sweenytodd (trailers)
www.bilhetemagico.com/index.php?option=com_content&task=v...
www.imdb.com/title/tt0408236

A crítica

ver todas
«Sweeney Todd» é um musical e por isso algo atípico na filmografia de Tim Burton, exceptuando claro, a presença curricular das suas fantásticas... mais ››
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate
Sobra-lhe em coerência o que lhe falta em ousadia (...) Burton esquece-se de injectar a necessária dose de pathos nas personagens e deixa-nos com um par de «fantoches cantantes», aos quais falta um... mais ››
Vasco Baptista Marques, Expresso

Blogs

ver todos
4.5/5Crítica: Sweeney Todd - O Terrível Barbeiro de Fleet Street / Sweeney Todd - The Demon Barber of Fleet Street (2007)
Sweeney Todd - O Terrível Barbeiro de Fleet Street é um filme de uma chama gráfica intencionalmente mórbida narrada de uma lenda congratuladamente memorável. E Tim Burton dirige este binómio, pigmentando cada sequência com o seu inconfundível estilo.”
seeSAWseen, 15/Jul/2009
3.5/5DVD: Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro de Fleet Street, por Tiago Ramos
Falta ousadia e vontade de arriscar neste filme. A dada altura as personagens ficam-se demasiado pelas cantorias e não exploram a motivação por detrás das suas acções, penalizando demasiado o filme por isso. Tim Burton perde o fulgor em momentos cruciais da realização, prendendo-se demasiado ao seu estilo, evidenciando dificuldades até na direcção de actores, que aparentam estar já em modo automático.”
Split Screen, 23/Abr/2009
4.0/5Sweeney Todd - Crítica Estreante de Douglas
Apesar disso, “Sweeney Todd” é um musical mais espontâneo e dinâmico do que a incursão anterior de Burton no gênero, “A fantástica fábrica de chocolate” (“A noiva-cadáver” é do mesmo ano, mas é uma animação). Agora, os efeitos especiais são imperceptíveis, os atores estão mais à vontade e o tom geral é de menos pretensão e mais entretenimento. O filme se integra perfeitamente à cinematografia de Tim Burton, que demonstra rara coerência entre os diretores da indústria americana ao trazer em seus filmes temáticas e abordagens que resultam em um estilo único.”
pipocasetretas.wordpress.com, 9/Mar/2008
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.5/5Joaquim Silva Joaquim Silva 16 de Abril de 2011 às 16:04

Um bom filme.
No entanto, pelo facto de ser bastante envolvente e suscitar o desejo de saber o que se segue, por vezes perdemos um bocado a paciência para a morosidade de algumas músicas.

4.5/5Maria Inês Maria Inês 10 de Março de 2011 às 19:37

Adorei! As músicas por vezes eram um pouco cansativas por serem demasiado semelhantes entre si, mas o elenco era espectacular, a história brutal e aquele final...bem, simplesmente inesperado!

3.5/5Mariana Mariana 15 de Janeiro de 2011 às 18:26

Revi o filme à uns dias e confesso que vi um outro lado! Apesar de ainda não adorar, fiquei a gostar :)