O Escafandro e a Borboleta (2007)

poster

a crítica

Há filmes assim que não deixam quaisquer dúvidas: insuportáveis da primeira à última imagem. Sobretudo para quem gostar de melodrama, como nós, este sentimentalismo pateta, «realizado», pretensiosamente, na «primeira pessoa», não pode deixar de indignar.^”
Mário Jorge Torres, Público