(2007)

poster

novo comentário

Para submeter um comentário faça login ou registe-se

comentários RSS

2.0/5Valverde Valverde 5 de Abril de 2010 às 00:59

Cheguei á conclusão que eu só poderia estar bêbado quando fiz aqui o meu primeiro comentário ao filme. Portanto peço desculpa aos apreciadores de cinema por ter descrito esta "bosta cinematográfica" de "surpresa agradável".

1.0/5jorgecouto jorgecouto 4 de Abril de 2010 às 21:42

Tão mas no filme o gajo (pinto da costa) é "culpado" e na vida real é absolvido? Fizeram o filme antes das sentenças? Saiu primeiro a sentença no filme do que na realidade? Ahhhhh...não reparei que a leonor pinhão tem dedo no argumento...

1.5/5Lord of the Rings Lord of the Rings 17 de Abril de 2009 às 00:22

Nao gostei sinceramente...
Achei um filme completamente desnecessario

1.5/5Lourenço Lourenço 15 de Agosto de 2008 às 08:54

Concordo completamente com o kimERA nisso que revela sobre a Carolina,nesse aspecto é uma completa farsa. De facto de rapariga com nível nada deveria e deve ter essa Sra. De qualquer forma este filme podia ter sido muito melhor aproveitado, parece-me que foi feito apenas para lucrar uns bons tostoes a conta dos curiosos. É que nem consegue fazer uma boa transformaçao do livro para a tela. 1.5*

3.5/5kimERA kimERA 8 de Maio de 2008 às 18:05

Os filmes portugueses raramente passam disto, mulheres despidas e asneiradas.

Não sei se foi impressão minha mas este filme mais parece uma operação de estilo por parte da Carolina Salgado, do tipo: "Só vendo os direitos se me representarem como uma rapariga com nível".

2.0/5bruno bruno 28 de Abril de 2008 às 11:22

Esperava um filme bem melhor. O tema, as interpretações, tudo poderia ter sido mais explorado. Deve-se salientar que este «não é» o filme do João Botelho, mas sim de um produtor!!!

1.0/5Hugo Gomes Hugo Gomes 14 de Abril de 2008 às 19:31

"Portugal em busca do sucesso fácil (...) filme totalmente falhado"
- Cinematograficamente Falando ...

2.0/5Madalena Nuruaga Madalena Nuruaga 17 de Março de 2008 às 23:48

Fiquei decepcionáda com o produtor e achei muito bem que João Botelho não tivesse assinado pois afinal aquilo não era o filme dele.
Este filme sim foi um fiasco.

5.0/5Bruno Bruno 28 de Novembro de 2007 às 23:05

Razoavel

3.0/5Sofia Sofia 13 de Novembro de 2007 às 00:45

Nao gostei nem desgostei, vê-se, uma coisa é certa gostei muito mais do que Residente Evil 3.
Sinceramente estava espera de pior, é um filme razoavel, gostei mais representaçao dos actores principais do que da realizaçao,o tipo de historia é que nao m activa muito, mas para quem gosta deve tar excelente.
Saudações Cinematograficas

2.5/5André Figueiredo André Figueiredo 12 de Novembro de 2007 às 20:16

Já vi coisas piores, muito piores! E Méndez,quanto a mim, Margarida Vila-Nova esteve não só brilhante como os eventuais elogios ao filme podem recair só e apenas nela. Mesmo sendo simplista, Corrupção, no fundo, no fundo, é Margarida Vila - Nova (por absurdo que isto soe!).

http://frequenciajovem.blogspot.com
Frequência Jovem

1.5/5Méndez Méndez 7 de Novembro de 2007 às 19:49

João Botelho queria fazer um filme "à la" Michael Moore. Diversas foram as barreiras que o realizador teve que superarar para ver o seu objectivo realizado. Com o filme já a ser montado em estúdio surgem mais problemas com o produtor que o levaram a não assinar o filme. E de facto o filme que chegou às salas de cinema nada tem que ver com o realizador queria fazer. A Banda Sonora é excessiva, os cortes impostos fazem com que o filme perca ritmo e coerência. Não se percebe a história na sua totalidade. No que diz respeito aos actores: definitivamente Margarida Vila-Nova não explicou a escolha de Botelho para actriz principal. Os créditos firmados no pequeno ecrã não chegam para garantir que seja uma boa actriz no cinema. Aguardemos, pois, a versão "Director's Cut"

2.0/5Valverde Valverde 3 de Novembro de 2007 às 23:41

Polémicas à parte com realizadores e produtores, Corrupção não deixa de ser uma surpresa agradável, embora de forma preguiçosa ou amedontrada, não explorasse ainda mais o mundo da corrupão desportiva.
Vale pelas optimas actuações, desilude pelo que poderia ser...e não foi.
Espera-se agora noticias de um possivel segundo filme "ao gosto de Botelho"