10.000 AC (2008)

poster

a crítica

Roland Emmerich inventa uma história de aventuras que se deixa ver. Mas é tudo algo irritante, incredível do ponto de vista da verosimilhança sem que as liberdades tomadas sirvam deveras para alguma coisa de interessante.”
Jorge Leitão Ramos, Expresso
(...) uma fantasia delirante, crivada de anacronismos e involuntariamente cómica, o equivalente, com grande orçamento e efeitos digitais, dos filmes de dinossauros de série B dos anos 50 e 60.”
Eurico de Barros, Diário de Notícias