Irina Palm (2007)

poster

Sinopse

Maggie uma mulher de meia-idade, tem de encontrar uma maneira de ter dinheiro suficiente para pagar os tratamentos médicos que irão salvar a vida do seu neto. Com todos os recursos financeiros esgotados, Maggie dá o seu melhor para levantar as esperanças já diminuídas do seu único filho e da sua mulher Sarah. Quando vê um anúncio a pedir “anfitriã precisa-se”, Maggie ingenuamente tropeça num sex club da cidade. A verdadeira descrição do trabalho é uma verdadeira surpresa para a respeitável viúva de meia-idade, mesmo não sendo ela uma puritana. Mas a inexperiente Maggie aceita isto como a maneira mais rápida para obter o dinheiro que tanto precisa e a sua última oportunidade...



Visitantes
Visitantes
3.1 (21 votos)
O meu voto
Login / Registo
Crítica
Crítica
0.3 (3 votos)

Detalhes

Ano: 2007
Estreia nacional: 01 de Maio de 2008

País: Bélgica, Luxemburgo, Reino Unido, Alemanha, França
Género: Drama, Comédia
Duração: 103 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: Atalanta

Realização:
Sam Garbarski

Intérpretes:
Marianne Faithfull, Miki Manojlovic, Kevin Bishop

Links:
www.irinapalm-themovie.com (site oficial)
www.youtube.com/watch?v=p5kX1JVtIJY (trailers)
www.imdb.com/title/tt0762110

A crítica

(...) hipnotizada pelo carácter grotesco da sua ficção, a câmara de Garbarski cede à tentação de adoptar um ponto de vista «peepshow» sobre a sua protagonista e imobiliza-se na contemplação das... mais ››
Vasco Baptista Marques, Expresso

Blogs

2.5/5Irina Palm, por Tiago Ramos
O filme vale acima de tudo pela curiosidade, mas acaba por se penalizar a si próprio pela simplicidade com que aborda a componente dramática do argumento.”
Hotvnews, 2/Jan/2009
3.0/5Irina Palm
Curioso, mas só isso.”
Cinematograficamente falando, 20/Jun/2008
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

3.0/5Filipe Nunes Filipe Nunes 2 de Fevereiro de 2009 às 11:38

Bom filme, com uma excelente interpretação de Faithfull, num registo com grande carga dramática. História original que, por vezes, podia ter sido um pouco mais bem explorada. Contudo, esse facto não lhe retira os méritos.
3/5