Hancock (2008)

poster

a crítica

A abordagem realista que Peter Berg impõe na primeira parte do filme revela-se bem mais produtiva que a segunda, ao obrigar os actores a preencher o vazio do argumento com categoria e boa representação. A partir do momento em que os efeitos especiais se apoderam da acção e a história descamba para o vulgar, já nada salva «Hancock» da superficialidade das mensagens que valorizam o consumismo a violência gratuita. O duo Smith/Theron também não resulta e o filme ressente-se disso, Peter Berg rapidamente resolve a situação com um final dramático, mas aparentemente necessário.”
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate
Uma das variações mais interessantes do cinema inspirado nos comics americanos, HANCOCK é um show de interpretação de Will Smith”
Jorge Pinto, Premiere