(2008)

Crossing Over

poster

Sinopse

A morar em Los Angeles, Cole (Ray Liotta) é um agente do governo responsável pela análise dos pedidos de imigração de milhares de pessoas das mais diversas partes do mundo. A sua esposa Denise (Ashley Judd) é uma dedicada assistente social local. Max (Harrison Ford), um agente federal imigratório exemplar que numa das suas rondas policiais, acaba por deportar Mireya (Alice Braga), uma jovem mãe solteira que trabalha ilegalmente. Numa cidade repleta de latino-americanos, orientais, judeus, árabes e australianos, a única coisa que os divide é o sonho que compartilham de obter o visto de residência americano...



Visitantes
Visitantes
3.2 (27 votos)
O meu voto
Login / Registo
PTGate
PTGate
2.0
Crítica
Crítica
1.0 (4 votos)
galeria

Detalhes

Ano: 2008
Estreia nacional: 10 de Setembro de 2009 (#19 na 1ª semana)

País: EUA
Género: Drama
Duração: 113 min.
Classificação: M/16
Distribuidora: ZON Lusomundo

Realização:
Wayne Kramer

Intérpretes:
Harrison Ford, Ray Liotta, Ashley Judd, Jim Sturgess, Alice Braga

Links:
weinsteinco.com/#/film/crossingover (site oficial)
www.imdb.com/title/tt0924129

A crítica

«Para Lá da Fronteira» segue as pisadas dos filmes mosaicos celebrizados por «Colisão» de Paul Haggis, ao interligar várias pequenas histórias... mais ››
Paulo Figueiredo, Cinema PTGate
Wayne Kramer pratica estenografia "humanista", destila correcção política às carradas e manipula toscamente os cordelinhos emocionais. Muita parra, pouquíssima uva.”
Eurico de Barros, Diário de Notícias

Blogs

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

4.0/5jonas jonas 9 de Outubro de 2009 às 19:45

vejam..nao se vão arrepender..4*

4.5/5Mário Menezes Mário Menezes 11 de Setembro de 2009 às 22:14

Muito bom!
O Crash não gostei, mas este fime é magnífico.
Dedicado à Sociedade Multicultural e Multietnica.
Não percam!

4.5/5Liliana Liliana 4 de Julho de 2009 às 18:28

É do mesmo género do "Crash", sem duvida, embora abordando o mesmo tema de forma diferente. Foca-se ainda mais nos problemas associados á imigração. E demonstra, de forma exemplar, que todos estamos "etiquetados" de acordo com a cultura, religião e pais de que somos provenientes. Mas, antes de tudo mais, e embora possa parecer estranho, todos temos uma coisa em comum: somos seres humanos, acima de tudo o resto. Então porque continua a ser tão difícil e complicada a nossa coexistência?

4,5*

Ps. Finalmente ouvi o Jim Sturgess cantar depois do "Across the Universe"! (não era algo de que estivesse a espera pois este filme não é um musical) :) E que bela aparição de Harrison Ford... aliás de todo o elenco.