Mamma Mia! (2008)

poster

a crítica

Phyllida Lloyd, coreógrafa do show original, denota inexperiência na realização, pouco exuberante e com erros crassos na captura de imagem. O triunfo encontra-se no contágio e celebração, dose cavalar de energia e de clichés musicais”
Jorge Pinto, Premiere
O que acaba por surpreender mais em MAMMA MIA! é o facto de Catherine Johnson e Judy Craymer terem conseguido encontrar um fio condutor que permite a canções criadas isoladamente fazerem sentido enquanto um todo.”
Jorge Mourinha, Público