Cidade dos Homens (2007)

poster

a crítica

(...) uma estética televisiva que vive dos desfocados e dos filtros; de movimentos de câmara repentistas e de estratégias de enquadramento inúteis (...) de uma montagem bulímica e de um tempo de corte que se deixam reger pelo princípio da indiferença”
Vasco Baptista Marques, Expresso