A Corte do Norte (2008)

poster

a crítica

O maior problema do filme é a sua falta de vocação narrativa, compensado por um formalismo que se esgota numa sucessão de belos mas opacos quadros visuais.”
Nuno Carvalho, Diário de Notícias
(...) uma manta de retalhos quase indecifrável, e o filme que dele sai um painel de quadros fixos, fantasmáticos, a piscar os olhos para todos os lados - cheio de truques e manejos, como um forcado dançarino que não pode enfrentar o boi de caras.”
Jorge Leitão Ramos, Expresso