(2008)

poster

a crítica

O problema é que, como o cineasta turco descobriu o digital HD e ainda acredita numa coisa chamada mise-en-scène, quer fazer obras-primas. Passa o tempo todo a sublinhar o seu virtuosismo e às vezes é grotesco”
Francisco Ferreira, Expresso
Um dos mais belos filmes do ano”
João Antunes, Jornal de Notícias