(2008)

Easy Virtue

poster

Sinopse

John Wittaker, um jovem britânico, apaixona-se perdidamente por Larita, uma americana sensual e glamorosa, e os dois decidem casar sem pensar duas vezes. No entanto, quando o casal regressa a casa, a senhora Wittaker, a mãe de John, tem uma reacção alérgica à nova nora. Larita faz de tudo para se tentar integrar, mas é incapaz de passar pelo terreno minado pela sogra. Cedo se apercebe que, para não perder John, Larita terá de contra-atacar...



Visitantes
Visitantes
2.8 (19 votos)
O meu voto
Login / Registo

Detalhes

Ano: 2008
Estreia nacional: 01 de Janeiro de 2009 (#14 na 1ª semana)
Estreia mundial: 07 de Novembro de 2008

País: Reino Unido
Género: Comédia, Romance
Duração: 93 min.
Classificação: M/12
Distribuidora: Valentim de Carvalho Multimédia

Realização:
Stephan Elliott

Intérpretes:
Jessica Biel, Ben Barnes, Kristin Scott Thomas, Colin Firth

Outros títulos:
Bons Costumes (Brasil)

Links:
easyvirtuethemovie.co.uk (site oficial)
video.thinkjam.com/?h=12ee678e6c83fd92db8ea64bb6e49d08&q=... (trailers)
www.imdb.com/title/tt0808244

Blogs

4.0/5Virtude Fácil | 4*
Uma lufada de ar fresco é o que este filme é, recomendo.”
osfilmesdefredericodaniel.blogspot.pt, 25/Abr/2018
sugerir um link

Comentários RSS

ver todos Faça login para deixar um comentário.

4.0/5Frederico Daniel Frederico Daniel 25 de Abril de 2018 às 17:45

http://osfilmesdefredericodaniel.blogspot.pt/2018/04/virtude-facil.html

Virtude Fácil: 4*

Uma lufada de ar fresco é o que este filme é, recomendo.

Cumprimentos, Frederico D.

3.0/5Maria Inês Maria Inês 12 de Julho de 2012 às 18:12

Uma história interessante sobre a mudança do papel da mulher na sociedade, as relações de poder e as dinâmicas dentro de uma família. Durante todo o filme ouvimos falar de guerra, de dinheiro e terrenos...e os diálogos e olhares entre Larita e a sogra informam-nos sobre essa constante luta e uma preocupação constante com o conceito de "propriedade".

É um filme de época válido no tempo para que remete, na minha perspectiva, e por isso não posso deixar de sentir que houve bastantes coisas que perdi, que um público melhor informado poderia ter percebido. É um tipo de narrativa bastante específico, com um sentido de humor agradável, com um discurso bastante teatral mas que tem o seu sentido. A escolha de planos foi bastante interessante, as misturas musicais em que o próprio elenco cantava, a sequência de tango...é um filme bastante divertido mas com temáticas de peso.

3.0/5Adrix Adrix 9 de Janeiro de 2009 às 02:37

Uma daquelas tipicas comédias/drama inglesas que tendo já os seus clichés, não deixa de ser interessante ver uma peça de teatro no grande ecrãn e uma Jessica Biel bastante confortavel num papel mais calmo, mas mais cativante.

Dá para rir á inglês ... o que é bom. E aquela sequência do tango ... deliciosamente atraente!